Connect with us

Diversidade

Vitoria Guarizo faz doação em combate do Coronavírus

Published

on

Vitória Guarizo

Esta semana, a formadora de opiniões Vitoria Guarizo fez algumas postagens em que alertava sobre o Coronavírus.

Em uma das postagens ela, tranquilizou os seus seguidores, dizendo que este bem e em casa.

“Gente, eu estou ótima. Estou mais feliz ainda, porque ontem a noite eu estava preocupada, com a pandemia por isso orei tanto para eu acordar bem, para eu conseguir falar para as pessoas que eu estou bem, sabe? Aí as pessoas ficam menos preocupadas com o coronavírus”, explicou ela.

“Tudo tem seu lado bom! Obrigada, Deus”, escreveu. Vale ressaltar que a transmissão do novo coronavírus por meio do ar não está comprovada, de acordo com a Organização Mundial de Saúde, por isso a importância de ficar em casa de quarentena, ai foi que ela teve a ideia de fazer uma boa ação e pensou em doar aos que estavam em maior necessidades.

Após pensar bem de que forma iria realizar esta boa ação, na ultima sexta-feira (20) Guarizo fez uma doação especialmente aos que estavam em emergência devido a pandemia do Coronavírus.

Famílias que receberam as doações saíram nas redes sócias agradecendo a ação de Vitoria e o bem feito.

 

 

Saiba mais em

instagram.com/vitoriaguarizo

 

 
Foto: Reprodução / Instagram

Diversidade

Desemprego em quarenta faz aumentar a procura por sugar daddies em site de relacionamento

Published

on

Com as taxas de desemprego, redução de salários e perda da fonte de renda aumentando a cada dia como reflexos da pandemia, o relacionamento sugar – baseado na transparência de objetivos e benefícios mútuos -, transformou-se em uma alternativa para muitas babies que ainda tinham alguma dúvida sobre as vantagens de optar por ele.

A vida ficou complicada para diversas categorias e envolveu também as universitárias – nível de 76% das babies – que dependem de uma ocupação para custear as despesas com os estudos. Para algumas, a alternativa foi buscar um “patrocínio” e encontraram o site de relacionamentos MeuPatrocínio. A plataforma aproxima jovens, bonitas e ambiciosas, as chamadas “Sugar Babies”, de homens maduros, economicamente poderosos, os “Sugar Daddies”. Elas são, em grande parte, as responsáveis pelo o crescimento no número de cadastros semanais do MeuPatrocínio desde o mês de abril. O aumento de 80% fez com que a empresa atingisse a marca dos três milhões de usuários.

Roberta G., estudante de administração, 25 anos, é uma das recém chegadas à plataforma. Ela conta que perdeu o emprego no mês de abril e, desde então, está encontrado dificuldades para se manter em São Paulo, apesar da ajuda que recebe da família que reside no interior. “Cansei de perder o sono sem saber como pagar o aluguel e outras contas no dia seguinte. Uma amiga me indicou o site e agora estou buscando um daddy que diminua um pouco o peso de tantas responsabilidades que tenho e que me dê um pouco de tranquilidade e estabilidade. Mas, além da desejada segurança financeira, também procuro apoio emocional para este momento difícil que estamos vivendo”.

Aquilo que Roberta deseja Mayara M., 27 anos, encontrou no mesmo site. Cadastrada desde o início do ano no MeuPatrocínio, ela encontrou o seu daddy depois de 30 dias. “Tivemos a sorte de ter um tempo para nos conhecer melhor antes da fase de isolamento social. Ele é um cara maduro, empresário, e sempre demonstrou interesse pelo meu desenvolvimento profissional. Sou designer, mas muito interessada no setor de moda e beleza. Com o fechamento das portas da boutique onde eu trabalhava, ele não perdeu tempo e me ofereceu sociedade em um e-commerce. O negócio já está funcionando e hoje vendo produtos de beleza importados. Ele cuida de toda a parte logística e me dá total apoio. O meu rendimento praticamente dobrou! Com mais tempo em casa, as mulheres não têm se descuidado e procuram opções para tratamentos de beleza e garantem os seus estoques para quando o isolamento terminar. Nem esperava por isso, mas meu daddy viu uma oportunidade de negócio e resolveu investir”.

Para Jennifer Lobo, fundadora e CEO do MeuPatrocínio, “estamos sempre analisando casos e, durante o período de pandemia, observamos, além do crescimento no número de usuários, uma grande procura por oportunidades de negócios. Daddies querendo investir e patrocinar suas babies e elas, ao mesmo tempo, buscando novos horizontes para não correrem o risco de abrir mão dos seus sonhos. São algumas das vantagens da relação sugar, objetivos claros, transparentes, e expectativas alinhadas”.

Sobre o MeuPatrocínio: primeiro e maior site de relacionamento Sugar do Brasil, o MeuPatrocínio é a rede social mais exclusiva e elitizada do país. O estilo de vida Sugar reúne homens poderosos a mulheres jovens e atraentes para relacionamentos verdadeiros, transparentes, com acordos preestabelecidos e expectativas alinhadas. Hoje, em sua base de dados, a plataforma conta com três milhões de usuários. Todos submetem seus perfis e fotos à aprovação individual. Somente são aceitos maiores de 18 anos que devem aderir às condições e termos de segurança do site.

www.meupatrocinio.com

Continue Reading

Diversidade

Vitória Guarizo conta que está com emocional comprometido devido isolamento social

Published

on

Vitória Guarizo

Assim como muitas pessoas, Vitória Guarizo tem tido o emocional comprometido durante o isolamento social e a luta contra o novo coronavírus.

Hoje, a influenciadora queridinha dos famosos como Paris Hilton, Alexandre Herchcovitch, Pabllo Vittar e outros contou como tem cuidado da saúde mental e do corpo neste período e deu dicas ao nosso site.

“Eu estou dando uma folga para tudo: meu cabelo, minhas unhas estão respirando… Estou cuidando de mim mesma de modo geral. Nós não queremos sair desta situação sem crescimento.
No começo foi divertido ficar confortável, vestir moletom e ficar com o cabelo bagunçado, mas aí você começa a se sentir uma bagunça internamente. Então eu acho que é importante se levantar, ter uma rotina, tentar se exercitar, manter meus cuidados com a pele regularmente e usar este tempo para melhorar”, completou Vitória Guarizo.

A influenciadora e atriz está “confinada” em São Paulo com o noivo, Thyago Fernandes, os gatos dela. A família de Vitória tem se baseado em meditação, orações e na importância de manter uma rotina saudável.

“Nós vamos ficar em casa para proteger aqueles que estão na linha de frente [da luta contra o coronavírus], os médicos, enfermeiros e técnicos que estão trabalhando duro para salvar vidas nos nossos hospitais”.

Fotos: Instagram – Divulgação

Continue Reading

Cultura

No Dia Internacional Contra a Homofobia, Priscilla Pugliese ressalta a importância da retratação natural do conteúdo LGBTQ+ em séries e filmes

Published

on

Há exatos 30 anos atrás, no dia 17 de maio de 1990, a Organização Mundial da Saúde (OMS), declarou que a homossexualidade não poderia continuar na lista de distúrbios mentais da Classificação Internacional de Doenças por se tratar de personalidade e forma manifestação de cada indivíduo. Com isso, esse dia se tornou um marco histórico para a comunidade LGBTQ+ e é comemorado hoje, o Dia Internacional Contra a Homofobia, Bifobia e Transfobia.

Desde então, a data visa conscientizar a população sobre a luta contra a discriminação dos homossexuais, transexuais e transgêneros.

Em razão de ódio e discriminação, a homofobia ainda é um preconceito enfrentado pela comunidade LGBTQ+ e causador de grandes perdas e tragédias envolvendo milhares de pessoas no Brasil e no mundo.

De acordo também com o site Você s/a, a revista Spartacus, especializada na comunidade, mostrou uma pesquisa em que o Brasil caiu da  58ª posição para 69ª no ranking de países mais seguros para os indivíduos LGBTQ+ em uma lista de 197 das nações. A insegurança e o medo de viver em sociedade não é atoa.

Quem contribui na luta contra esse preconceito por meio da arte é a atriz Priscilla Pugliese, protagonista de grandes webséries de sucesso mundial que abordam a representatividade LGBTQ+ na história da trama. A primeira série protagonizada pela atriz a retratar o assunto foi “Entre Duas Linhas”, produzida no final de 2016 e lançada em 2017. Em seguida, viveu a história de Fernanda, em “A Melhor Amiga da Noiva”, produção que se tornou a websérie de temática LGBTQ+ mais assistida da América Latina. As duas produzidas pela Ponto Ação Produções, produtora de audiovisual independente fundada por Priscilla e mais 2 amigos.

“O meu sonho é um dia não ter que lutar contra a homofobia. Desejo que um dia possamos viver assim como qualquer outra pessoa. Tento trazer na arte uma luta e retratação natural. Precisamos mostrar que está tudo bem sermos quem quisermos ser, mas não acho que tem que haver manifestações grosseiras e violentas. Eu, por exemplo, achei na arte uma forma de trazer essa normalidade para as pessoas e dar voz a elas”, conta Priscilla.

Além dessas, já protagonizou The Stripper, também da Ponto Ação, e atuou na segunda temporada da websérie Magenta, da Linha Produções.

Priscilla Pugliese em cena na websérie “The Stripper”

Em 2018 a comunidade LGBTQ+ se sentiu desamparada ao ver o governo atual ser eleito, principalmente por ouvir tantos discursos de ódio e preconceito do Presidente da República e demais indivíduos do seu governo e eleitores do mesmo.

Logo, em 2019 também foram realizadas ações de caráter homofóbico estabelecidas pelo atual Presidente da República e demais órgãos do governo no Brasil ligadas diretamente ao cinema do Brasil. Em agosto, havia sido suspenso pelo ministro da Cidadania Osmar Terra, um edital da Agência Nacional do Cinema (Ancine), para a produção de séries LGBTQ+.

Para lutar contra um preconceito e ter um sucesso crescente, é preciso falar sobre ele. Há alguns anos o cenário audiovisual abriu mais as portas para abordar a temática LGBTQ+ nas produções, mesmo tendo sofrido uma breve censura do governo. Porém, ainda assim, rótulos são colocados e retratações negativas e estereótipos ainda são presentes.

“Eu acho que hoje em dia a gente tem bastante conteúdo LGBTQ+ sim. E acho essa representatividade de extrema importância. Mas acho que realmente falta tratar esse conteúdo com naturalidade. Já dei uma entrevista falando que meu sonho é um dia poder apresentar uma série sem rotular como um ‘produto LGBTQ+’, e sim, poder falar que é apenas um romance, um terror ou um suspense… O que falta é exatamente isso”, reforça Priscilla Pugliese.

Fotografia: Lukkas Marques

A internet possui um grande número de pessoas que disseminam diariamente discursos e manifestações de ódio e preconceito contra pessoas da comunidade LGBTQ+. Mas, apesar disso, muitas pessoas também começaram a mudar seus pensamentos e as séries, webséries, filmes e novelas contribuíram para isso. Com a Priscilla não foi diferente. A atriz conta que, por exemplo, muitas mães a acompanham hoje, entenderam que toda forma de amor é válida e que todos tem o direito que serem quem quiserem ser.

“Uma das coisas que acontecem que eu acho muito legal é quando alguns pais veem falar comigo ou com minha assessoria que achavam que esse mundo ‘LGBTQ+’ era como se fosse uma ‘safadeza’. Tenho grupos de fãs que algumas mães estão. Elas costumam vir me contar que, por meio da minha arte e das séries, elas conheceram melhor os filhos, pararam de julgar e começaram a ouvir mais. O meu diálogo a favor da normalidade é com a arte”, finaliza Priscilla Pugliese.

 

Continue Reading

Trending

Copyright © 2020 Gazeta Nacional - Design by EGOBrazil.com