Connect with us

Cultura

Saiba o que é falência emocional e como evitá-la

Published

on

e4421cf2 b70f 41c0 864f c0b4f08b6dc3 - Saiba o que é falência emocional e como evitá-la

Especialista em ambientes psicologicamente saudáveis, Paulo Alvarenga diz que é preciso entender os cinco estágios de luto para conseguir sair desse estado

Nos últimos 4 meses, lemos ou assistimos notícias sobre o índice de empresas e negócios que faliram. Tão habitual e real quanto a insolvência econômica, apesar de pouco debatida, é a falência emocional.

Como será que essas pessoas que perderam seus empregos, negócios e renda ou, até mesmo, as que não fazem parte desse cenário, mas que também vivem a crise, estão fazendo para sobreviver emocionalmente a esse período de insegurança e incerteza? O especialista em ambientes psicologicamente saudáveis e escritor dos best-sellers “Atitude que te move” e “Dance com os Seus Medos” dá dicas de como superar esse momento difícil e direcionar os seus esforços para o futuro.

“O primeiro passo é entender qual é o significado da palavra falência, que em nosso imaginário é sempre povoada pela esfera financeira, pela “quebra”, ruína, fracasso, decadência de algum negócio.E para que você entenda de maneira objetiva, vou usar essa analogia do mundo dos negócios, que faz parte do nosso imaginário, para você assimilar o que é Falência Emocional.Trabalho com CEOs e grandes organizações no Brasil há mais de 20 anos e, geralmente, quando uma empresa decreta falência, o principal motivo é porque a taxa de mudança externa dessa organização é maior do que a taxa de mudança interna. Ou seja, quando as mudanças no ambiente são maiores do que as mudanças de cada indivíduo, ela está fadada ao fracasso e à falência.Porque o mundo, o mercado, o posicionamento, tudo está mudando e, se a empresa não muda os seus processos, valores, posicionamento, tecnologia, ficará designada à falência.E quando olhamos para nós, podemos imaginar a mesma situação”, pontua o mentor.

Alvarenga destaca que estamos no meio de uma crise sem precedentes, vivenciando inúmeras mudanças em um curto espaço de tempo e tendo que lidar com todo tipo de sentimento e emoção: ansiedade, medo, frustração, raiva, vazio, oscilação de humor, impulsividade..

“Por isso, da mesma forma como acontece nas organizações, se a taxa de mudança externa for maior do que a taxa de mudança interna, esse indivíduo está predisposto a viver uma Falência Emocional. Se você se torna uma pessoa rígida, que não se adapta, que segue apenas as próprias regras, que é obsessivo por emoções e pensamentos negativos, vai chegar um momento em que você vai nutrir apenas emoções desgastantes”, explica o coach.

Ele diz que esse sentimento de falência emocional está diretamente conectado à nossa carência e necessidades emocionais.

E quando o indivíduo decreta falência emocional, ele está num forte estágio de sobrevivência, literalmente, lutando para sobreviver. Ele não consegue nutrir boas emoções e se percebe sempre sem direção, ansioso, com medo, o que intensifica ainda mais essas emoções, levando a casos de depressão, síndrome do pânico, burnout…

O empresário diz que para sair desse estado de Falência Emocional é preciso entender e respeitar os 5 estágios de luto. São eles: negação, raiva, tristeza, barganha e aceitação.

Primeiro estágio: negação

“É nesse estágio que a pessoa mais sente e nega que chegou à falência emocional. Existe muita confusão, choque e um medo excessivo. E faz parte negar, evitar e reagir com oposição à esse sentimento de falência”

“É importante respeitar esse processo, principalmente, num momento forte de crise, mas tendo consciência de que isso vai passar. A dor existe, e ficar preso ao sofrimento e a negação é uma questão de escolha. Mas passar por esse estágio faz parte da vida”.

Segundo estágio: raiva

“Nesse estágio, a pessoa entra num processo de irritação, frustração, muita raiva e ansiedade e, assim como no estágio de negação, é preciso reconhecer que a raiva também é uma emoção que existe e que faz parte da nossa vida”.

“A diferença está em quanto tempo a pessoa foca e permanece nisso, Se ela fica obsessiva em sentir raiva, ou, presa a situação que ocasionou isso, consequentemente ficará cada vez mais num estado de falência emocional. É muito importante respeitar cada estágio, mas reconhecer que é preciso avançar”.

Terceiro estágio: tristeza

“O terceiro estágio, na maioria das vezes, é o lugar em que as pessoas só conseguem focar na perda, e isso gera um desgaste profundo. Quando por exemplo, se perde alguém, o emprego, uma oportunidade, um estado emocional.. e para esse indivíduo o único caminho é enxergar a perda, como se não houvesse outra saída”

“Falta disposição, falta vontade, é como “jogar a toalha”. A pessoa não tem força para brigar, discutir, não se posiciona, é uma crise de energia”.

Quarto estágio: barganha

“É nesse estágio que a pessoa começa a lutar para encontrar um novo significado além da falência emocional. É a grande virada e é quando ela começa a se preparar para sair disso. Ela quer contar uma nova história para si mesmo, quer trocar de experiências, de estado emocional, e isso gera um novo significado interno”

“Nessa luta, ela começa a ter mais clareza de que é possível vencer a falência emocional, e é quando ela entra no último e quinto estágio, o de aceitação”.

Quinto estágio: aceitação

“Aqui, o indivíduo percebe claramente que passou por um processo de falência emocional e, por aceitar isso, consegue colocar um novo plano em ação. No estágio de aceitação é quando ele se move, é quando ele consegue colocar com vigor um plano em ação para realmente sair do estado de falência emocional”.

Para saber mais, acesse: bit.ly/maratonamatrizdaemocoes para se inscrever no curso Maratona Matriz das Emoções. Um curso100% on-line e gratuito, com mais de 10 horas de conteúdos totalmente exclusivos que vai te ajudar a evitar a Falência Emocional.

Continue Reading
Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cultura

Projeto Sarau em Casa recebe o trio Abufela

Published

on

By

1 Os Abufelados - Projeto Sarau em Casa recebe o trio Abufela

Trio criado na Região dos Lagos fala da carreira e apresenta novo trabalho em live nesta terça (4), às 18h

 

O “Sarau em Casa” do dia 04 de agosto, terça-feira, recebe a fusão de ritmos e a psicodelia do trio Abufela. A live começa às 18h e é promovida pelo coletivo Casa Com a Música em parceria com o Sindicato Nacional dos Compositores Musicais (SNCM).

 

Criado em 2018 na cidade de Rio das Ostras (RJ), celeiro de talentos musicais, o trio formado por Thati Hércules, de Macaé, Diogo Spadaro, de Campos dos Goytacazes, e Cau Barros, de Maceió, Alagoas, apresenta o repertório autoral que mistura ritmos como maculelê, ijexá, funk, rock’n roll e jongo a texturas psicodélicas. As suas letras vão de temáticas corriqueiras à evocação das nossas raízes africanas, com uma visão crítica da sociedade e influências de nomes como Jards Macalé, Jimi Hendrix, Anelis Assumpção e Chico César.

 

O nome do grupo vem, segundo Cau, de “dialetos nordestinos que caíram em desuso”, do folclore. Entre os significados, “abufelado” quer dizer agarrado, junto, coração acelerado, por exemplo.

 

Sempre com propósitos eletro-orgânicos e espontâneos, lançaram seu primeiro EP, “Os Abufelados”, em 2018, os singles “Buenos Aires” e “Odoyá”, em 2019, e acabam de lançar o disco “Lá Vem o Medo”, em parceria com o selo SOMA+LAB.

 

O Sarau em Casa realiza lives sempre às terças-feiras com o propósito de abrir espaço para a diversidade e riqueza das manifestações artísticas, além abordar temas relevantes para a cultura. É uma extensão online do evento Sarau ComVida, paralisado por causa da pandemia de Covid-19. Desde 2019, o Sarau ComVida abriu espaço para mais de 100 artistas mostrarem seus trabalhos, de nomes de peso da música brasileira, como Robertinho Silva, Jane Duboc, Carlos Dafé, Azymuth, Kiko Continentino, Mauro Senise e Reppolho, à nova geração, como Beraderos, Luciane Dom, Chelle, Nana Kozak, Anna Moura, Lílian Bonard e Soul Guanabara.

 

Ao longo da transmissão, o público poderá participar com perguntas e comentários, além de fazer contribuições conscientes por meio do “Chapéu Virtual” para manutenção e as ações sociais da Casa Com a Música e o SNCM. Para assistir à live, acesse www.facebook.com/casacomamusica ou www.instagram.com/casacomamusica

Continue Reading

Cultura

Compositor e empresário Léo Minho lança filial da Jujuba Editora em Salvador

Published

on

By

ac06cc1b 30ad 460e a0d2 864337078b74 - Compositor e empresário Léo Minho lança filial da Jujuba Editora em Salvador

Editora traz sala de composição para fomentar a atividade no estado

472de50f df31 4021 a389 d21517ee72a0 - Compositor e empresário Léo Minho lança filial da Jujuba Editora em Salvador
Um dos donos do hit Passarinho, lançado por Xand Avião, o empresário e compositor baiano, Léo Minho, inova o cenário musical baiano e inaugura a Jujuba Editora. A empresa foi criada em sociedade com Jujuba, um dos maiores compositores do país, que faz parte do universo da composição brasileira há 12 anos e tem músicas gravadas por grandes nomes, a exemplo de Gusttavo Lima e Wesley Safadão.

Visionário, Léo relata a ausência de locais adequados para prática da atividade na Bahia, além da necessidade de um escritório, que cuida dos Direitos Autorais dos compositores e também distribui as músicas no mercado nacional. “A ideia de trazer a filial da Jujuba Editora veio depois que eu percebi a carência do segmento no estado. A Bahia tem muitos compositores de sucesso, mas não existia um ambiente profissional e exclusivo para a composição, para promover a rotina que a atividade impõe, além de garantir a segurança autoral”. Neste sentido, Leo escolheu se associar a uma marca de reconhecimento nacional quando o assunto é composição.

Atualmente 25 compositores fazem parte do seleto time da Jujuba Editora. Para integrar essa equipe de sucesso é necessário que o profissional se inscreva nos eventos da empresa e participe da seleção. Há quatro anos no mercado brasileiro, a Jujuba Editora é umas das empresas que mais crescem no segmento.

Amante da música, Leo Minho começou a compor aos 15 anos e tem mais de 300 canções autorais. Por conta da faculdade de Direito e da vida profissional na administração pública, Leo interrompeu a relação estreita com a música, mas nunca desistiu do sonho. “A cada realização pessoal eu sentia que faltava alguma coisa na minha vida”. Foi quando ele voltou a trabalhar com composição e ainda fomentou o empreendedorismo, trazendo a Editora para Salvador.

Continue Reading

Cultura

“Até Você Me Esquecer” é indicada ao festival internacional Sicily Web Fest

Published

on

WhatsApp Image 2020 07 31 at 11.07.56 - “Até Você Me Esquecer” é indicada ao festival internacional Sicily Web Fest

No último dia 27, a Ponto Ação Produções recebeu a notícia de mais uma indicação a um festival internacional, dessa vez da Itália. A segunda temporada da websérie “Até Você Me Esquecer”, lançada em 2018, foi selecionada e indicada à categoria “Melhor Série de Drama” no Sicily Web Fest (SWF) e concorre com produções de todo o mundo. Confira o trailer da segunda temporada série:

O Sicily Web Fest, que é organizado pela Cinnamon Production, tem como objetivo dar espaço para produções voltadas para o digital. Segundo o próprio festival, “A ideia é promover os filmadores, italianos e estrangeiros, quem têm a coragem e a paixão de expressar sua arte cinematográfica através da web”. E se tem algo que a Ponto Ação tem em sua história como produtora, é coragem e paixão pelo o que fazem. Produtora de audiovisual independente, a Ponto Ação vem desde 2017 se aprimorando e subindo o nível de suas produções que sempre estiveram um passo a frente.

“Até Você Me Esquecer” já foi indicada em festivais internacionais anteriormente, como o Rio WebFest, maior festival de webséries do mundo. A série ainda rendeu ao ator e protagonista Rodrigo Tardelli, o prêmio de “Melhor Ator de Drama” no mesmo festival na edição de 2019. O ator, que também é sócio da Ponto Ação, esteve a frente da produção de “Até Você Me Esquecer”, desde o levantamento de verba às gravações e desenvolvimento da websérie. E foi Rodrigo quem recebeu a notícia da indicação na última noite.

“Eu ainda não consegui processar a indicação. A gente inscreveu a websérie, mas normalmente tentamos esquecer um pouco, para não ficarmos ansiosos. Então eu realmente me desliguei disso e ontem, quando recebi o email da seleção, eu gelei! Até porque, caramba, é a Itália! O Rio WebFest é o maior festival do mundo e está sempre ligado a esses outros festivais, mas sendo algo assim tão específico de um país que não é o nosso, que eles nos escolheram, é muito importante para o reconhecimento do nosso trabalho. Nós trabalhamos muito em ‘Até Você Me Esquecer’, demos a nossa alma e já fazem dois anos que gravamos a segunda temporada, o que não parece, porque é muito recente na nossa memória, passamos muita dificuldade para levantar a websérie com uma verba muito pequena, comparada com a que trabalhamos hoje nas nossas produções. Com certeza dá um gás muito grande para o nosso trabalho ”, afirma Rodrigo.

Com fãs espalhados por todo mundo, as comemorações pela indicação já começaram ainda na última noite. Rodrigo agitou o grupo do elenco e produção da série e nesta manhã compartilhou a notícia em suas redes sociais. Apesar do tempo que passou desde que foi lançada, o público e a equipe guardam um carinho muito grande por essa produção que permanece rendendo bons frutos. O diretor da websérie, Yuri Farage, que investiu tanto quanto Rodrigo em “Até Você Me Esquecer” e a quem o ator relata “se não fosse por ele, não teríamos nem metade da série”, revela sua surpresa ao saber da indicação.

“Foi realmente uma surpresa! É o segundo festival internacional e grande ao qual somos indicados, o primeiro, inclusive, também sendo uma surpresa, porque foi um tempo depois da finalização da segunda temporada. Os recursos que utilizamos na época, eram escassos, mas que mesmo dessa forma e com outros fatores limitantes, o nosso amor, vontade e persistência nos permitiu conseguir acabar de contar essa história. Ser indicado internacionalmente, é um reflexo dessa persistência, tendo em vista uma produção audiovisual independente e sem absolutamente um real, até mesmo a verba que foi utilizada que fomos nós que investimos do nosso bolso, o que no Brasil acaba sendo comum pela falta de investimento e incentivo em cultura pelo governo. Ir para um festival de websérie como nominação é fantástico e da mais voz aos artistos independentes”, conta Yuri Farage.

testeeee - “Até Você Me Esquecer” é indicada ao festival internacional Sicily Web Fest

Rodrigo Tardelli e Yuri Farage nas gravações de “Até Você Me Esquecer”

A Itália é conhecida como o berço da arte e muito do que se conhece hoje no mundo moderno, são frutos de evoluções que começaram em território europeu. Talvez seja por isso que ver uma websérie independente, produzida por atores brasileiros no Brasil, chegar ao berço da arte, emocione tanto quem está por trás desse trabalho. As indicações e prêmios já recebidas pelo Rio WebFest e agora pelo Sicily Web Fest ganham ainda mais importância e significado para a produtora e também para Rodrigo.

“Já fomos indicados aqui, em um festival muito importante. Agora, um festival em que pessoas de fora selecionaram e escolheram nosso trabalho para concorrer, uma websérie independente brasileira construída em cima de muito amor de três atores pela arte, é realmente um marco. Um marco não só para nós da Ponto Ação, mas para o mercado de webséries que tem crescido e ganhado forças cada vez mais. Eu e o Yuri Farage, diretor da série, na época das gravações sonhávamos com esses momentos, com essas indicações. Hoje podemos comemorar que a Itália foi o primeiro país depois do Brasil. Fico muito emocionado, porque fazemos com todo coração e o público sempre abraça muito nossos projetos. Ter a junção do amor do público e o reconhecimento do meio, de pessoas que avaliam nosso trabalham e o escolhem em meio a milhões de outros de todo o mundo, me deixa sem palavras”, conta Tardelli.

elenco - “Até Você Me Esquecer” é indicada ao festival internacional Sicily Web Fest

Elenco de “Até Você Me Esquecer” – Segunda temporada

Atualmente, as produções da Ponto Ação são comparadas a séries de nível Netflix, como o mais recente projeto, o sucesso “The Stripper” que encantou o público. Diferentemente de em “Até Você Me Esquecer”, na websérie que foi lançada no final do último ano e início deste, a produtora contou com equipe especializada, elenco e cenários que nunca haviam tido antes. Entretanto, “Até Você Me Esquecer” apresenta grandes qualidades técnicas e visuais que chamam a atenção de pessoas do meio. Segundo o ator Rodrigo Tardelli, o roteiro e a ligação dos episódios prendem muito o público à história. Além disso, os montagem dos cenários, a fotografia e a edição dinâmica dão a série o diferencial que os festivais buscam.

Com muito orgulho, a Ponto Ação inicia a torcida para o resultado da premiação, que acontece na última semana de setembro deste ano. Entretanto, apesar do resultado, é claro que a indicação já é uma grande conquista para os atores, equipe e produtora, que não pretende parar tão cedo de encantar o mundo com seus projetos.

Continue Reading

Trending

Copyright © 2020 Gazeta Nacional - Grupo Michelasi de Comunicação