Connect with us

Geral

Polícia Civil prende membros de ONG suspeitos de atear fogo na Amazônia

Published

on

incendios amazonia2 - Polícia Civil prende membros de ONG suspeitos de atear fogo na Amazônia



A Polícia Civil do Pará, cumpriu na manhã desta terça-feira (26) mandados de prisão preventiva contra quatro ambientalistas em Alter do Chão, região da floresta amazônica. Os quatro faziam parte de uma entidade de combate aos incêndios.

De acordo com os investigadores da Polícia Civil, existem fortes indícios de que ONGs (Organizações Não Governamentais), entre elas a Brigada de Incêndio de Alter do Chão, tenham atuado como causadoras do incêndio naquela região Amazônica.

As investigações apontam para um modo de operação peculiar: os brigadistas ateavam fogo na floresta e posteriormente trabalhavam no combate ao incêndio.

As prisões aconteceram no âmbito da operação Fogo do Sairé, que apura a origem dos incêndios que atingiram a região de Alter do Chão em setembro deste ano e que virou notícia no mundo inteiro. O fogo consumiu uma área equivalente a 1.600 campos de futebol, que equivalem a 11.424.001,83 m² e levou quatro dias para ser controlado.

Foram presos Daniel Gutierrez Govino, João Victor Pereira Romano, Gustavo de Almeida Fernandes e Marcelo Aron Cwerner.

O presidente Jair Bolsonaro, já havia sugestionado que entidades e organizações não governamentais (ONGs) poderiam estar por trás dos incêndios na Amazônia. No entanto, Bolsonaro não apresentou provas que sustentassem naquela altura as acusações.

Operação policial

Na manhã desta terça (26), computadores e documentos foram apreendidos na sede da ONG Projeto Saúde e Alegria, que é uma das instituições sociais mais reconhecidas e premiadas da região amazônica. Na semana passada, a ONG, foi uma das 100 instituições coroada com o Prêmio Melhores ONGs do Brasil. 

Segundo o coordenador do projeto, a situação trata-se de perseguição política e não há qualquer irregularidade: “O que a gente percebe claramente é uma ação política para tentar desmoralizar as ONGs que atuam na Amazônia. É muito preocupante”, afirma o coordenador do Projeto Saúde e Alegria, Caetano Scannavino.

Ilegalidades

O Ministério Público suspeita que um dos focos dos incêndios teria começado numa área invadida, situada às margens do Lago Verde, lugar chamado Capadócia, onde ocorreram ocupações e loteamentos ilegais nos últimos anos.

A investigação da Promotoria, iniciada, em 2015, resultou em denúncia por desmatamento ilegal e condenação do fazendeiro responsável, que está foragido há um ano.

Evidências

O responsável pela investigação, o delegado José Humberto Melo Júnior reuniu imagens, depoimentos e conversas telefônicas, que levam para a participação dos suspeitos no incêndio. “Está muito bem configurada a participação deles no início de alguns incêndios. Eles trabalhavam posteriormente no combate e faziam imagens. Eles vendiam essas imagens a organizações internacionais e obtinham lucro”, disse o delegado.

O delegado também suspeita de contratos destas entidades com a ONG WWF-Brasil, que teria comprado fotos dos incêndios feitas pela entidade por R$ 47 mil e que foram usadas para obter doações internacionais, inclusive uma de 500 mil dólares do ator Leonardo DiCaprio.  No entanto, a WWF-Brasil desmentiu o delegado e disse que não adquiriu nenhuma foto ou imagem da instituição, nem recebeu doação do ator Leonardo DiCaprio.

Segundo o delegado, um vídeo publicado pela instituição no YouTube também aponta para eles: “publicaram uma imagem de um local onde estão só eles e o fogo está começando”.

Ainda de acordo com o delegado, a brigada de combate aos incêndios na Amazônia obteve um financiamento de R$ 300 mil por causa dos incêndios, mas teria declarado publicamente o recebimento de R$ 100 mil. “Estamos querendo saber para onde foi o restante desse dinheiro”, disse Melo Júnior. As doações feitas por meio das ONGs Aquífero Alter do Chão e Projeto Saúde e Alegria, eram repassavam à Brigada como prestação de serviços.

Turismo afetado pelos incêndios

O balneário Alter do Chão é um dos principais destinos turísticos da Amazônia e chega a reunir até 100 mil visitantes na alta temporada.

O lugar é conhecido por suas águas cristalinas, grande extensão florestal preservada e forte influência da cultura indígena.

Os recentes incêndios chamam a atenção do mundo inteiro e abriu uma nova possibilidade de proteção ambiental desses locais na Amazônia.



Continue Reading
Advertisement

Geral

Nicole Bahls abre sua casa no Rio de Janeiro

Published

on

By

Nicole Bahls 2 - Nicole Bahls abre sua casa no Rio de Janeiro

Sempre carinhosa e atenciosa com todos, a influenciadora digital, apresentadora e também modelo fitness Nicole Balhs abriu as portas de sua casa em Itaboraí, onde se refugia e descansa ao lado do seu eleito Marcelo Bimbi, casados desde 2018. Nicole que assim como a grande maioria dos artistas, também continua de quarentena, recebeu a equipe da Sono Quality, ontem 30/06 para receber a nova linha de colchões Splendor com massagem para todos os dormitórios da casa.

Nicole comentou que “Para a gente que tem que fotografar, que fica muito tempo em pé, é muito importante ter uma boa noite de sono“. A apresentadora tem cuidado pessoalmente de toda decoração e detalhes da casa, que será de veraneio para a família, já que a sua residência oficial é na Barra da Tijuca. “Pra mim que cuido da saúde, da alimentação é muito importante dormir bem”. 

A influenciadora e ex panicat comentou sobre os seus dias no isolamento, que tenta imaginar a cada dia que está num reality e que o mais importante agora é preservar a vida. Amo a Vida! Com os cuidados da nova casa não são diferentes, distanciamento, álcool em gel faz parte da rotina e para poucas pessoas. Sobre dormir, no último Power Couple Nicole e Marcelo lutavam diariamente para dormir sempre nos melhores quartos do programa. “Tô apaixonada pelos meus colchões … é muito lindo o acabamento, o conforto, parece que acordei num SPA”.

Continue Reading

Geral

Em grande fase, Elismar “Carrasco” quer o cinturão do SFT

Published

on

By

Crédito foto Divulgação SFT 3 - Em grande fase, Elismar "Carrasco" quer o cinturão do SFT

Goiano acredita que pode “nocautear qualquer um” na organização

Elismar Lima da Silva ou simplesmente “Carrasco’ como é conhecido, é um dos maiores nomes do Brasil na categoria dos penas. Aos 31 anos, o atleta vive uma das melhores fases de sua carreira com 4 vitórias consecutivas em diferentes eventos. Vindo de uma grande vitória no SFT (Standout Fighting Tournament) em fevereiro deste ano, quando nocauteou Guilherme Faria com uma grande performance, o atleta revelou o desejo de disputar o cinturão peso-pena da organização:

— Quando se ganha não tem nem o que falar, tudo foi bem executado. Agora vou em busca do cinturão, quero bater em todos que puder até chegar lá — declarou o atleta.

Ao todo, Elismar “Carrasco” soma quase 30 lutas na carreira profissional, onde conquistou a incrível marca de 21 vitórias. Representante da Junão Gold Team, o  lutador tem na luta em pé a sua principal especialidade. Nocauteador nato, o atleta que já mandou 12 rivais para a lona falou sobre a sua principal estratégia para os combates, a busca quase incessante pelo nocaute:

— Busco sempre o nocaute, tenho punch para nocautear qualquer um na minha categoria, não tenho dúvida disso.

Acumulando passagens por alguns dos maiores eventos do Brasil, como o já citado SFT, o Future MMA, e o Jungle Fight, Elismar lutou recentemente no exterior, quando derrotou Khasan Askhabov no WWFC 15, que aconteceu na Rússia, em setembro no ano passado. Questionado sobre quando deve lutar novamente, o atleta lamentou o fato de ter que adiar o retorno ao cage devido a crise atual que o mundo vive:

— Essa pandemia atrapalhou bastante, mas estou sempre preparado, quando aparecer uma oportunidade, qualquer hora e lugar, estarei pronto — finalizou Elismar Carrasco.

Elismar “Carrasco” começou nas artes marciais mistas há quase 20 anos e desde lá não parou mais. Recuperando a forma pós-pandemia, o atleta aguarda pelo retorno dos eventos no cenário nacional para dar o próximo passo na carreira.

Continue Reading

Geral

Promessa do kickboxing espera lutar em breve: “Nunca tinha ficado tanto tempo sem subir no ringue”

Published

on

By

Crédito foto Dryka Rosa - Promessa do kickboxing espera lutar em breve: "Nunca tinha ficado tanto tempo sem subir no ringue"

Geovana Fernandes ainda revelou o início dos treinos para migrar para o MMA no futuro

Ainda no amador, Geovana Fernandes surge como uma das mais promissoras atletas do Paraná quando o assunto é kickboxing. Somando mais de 17 lutas no ringue, a atleta, assim como muitos, foi obrigada a dar uma pausa nos treinos devido a pandemia, imposta pelo novo coronavírus. De volta a academia, a atleta falou sobre o retorno aos treinos na equipe Brazilian Dream, na cidade de Colombo-PR:

— Já voltei a mesma rotina de treinos de antes, já que as academias voltaram a abrir, porém estou respeitando o meu corpo para se adaptar novamente a carga de treinos, até porque agora também estou treinando MMA — destacou Geovana Fernandes.

De olho não só nas artes marciais mistas, como também no K1 profissional, a atleta espera voltar ao ringue assim que puder para dar continuidade a grande fase e evolução que vinha tendo na luta em pé. Com um estilo único, a lutadora demonstra uma maturidade rara em seus combates, avaliando sempre o melhor momento para atacar. Questionada sobre o tempo que está sem lutar, a atleta revelou que já não vê a hora de entrar em ação:

— Sinto muita falta da adrenalina de lutar, minha última luta foi em dezembro do ano passado, acho que nunca tinha ficado tanto tempo sem subir no ringue (risos).

Graduada como azul-escura no muay thai, a atleta fez parte dos seus combates em evento internos da academia em Colombo. Dentre os sonhos da lutadora, o mais próximo de ser realizado é o de não só estrear, mas vencer em sua primeira luta no K1 profissional. A lutadora, que ainda está voltando de forma consciente ao ritmo de treinos que tinha antes da pandemia acredita que assim que os eventos voltarem estará pronta:

— Espero muito que sim, estou me preparando para que assim que tudo se normalizar eu também possa voltar e enfim fazer a minha estreia no K-1 profissional — finalizou a jovem lutadora de 23 anos.

Mantendo a dieta em dia com a ajuda do seu nutricionista Jean da Nutritrainer, desde antes da quarentena, Geovana tem tudo para brilhar e dar o que falar no ringue ainda em 2020.

Continue Reading

Trending

Copyright © 2020 Gazeta Nacional - Design by EGOBrazil.com