Connect with us

Geral

Período de férias e mães que trabalham: como conciliar tudo?

Published

on

mães 11 - Período de férias e mães que trabalham: como conciliar tudo?

Muitas mães chegam ao final do ano com o dilema de querer dar atenção aos filhos na recessão escolar, mas nem todas conseguem tirar férias com os filhos. Então, como fazer?

As mulheres estão cada vez mais presentes no ambiente profissional, assumindo cargos com mais demandas, empreendendo e ficando com a agenda mais “apertada”.

Por isso, é primordial ter organização para que o papel de esposa, mãe, filha e até mesmo guardar um tempinho para si mesma não entrem em conflito com o sucesso no trabalho.

mães 3 300x203 - Período de férias e mães que trabalham: como conciliar tudo?Isabela Cotian, psicóloga e coach de mães, aponta que no período da recessão escolar das crianças a maior dificuldade está em ficar com os filhos, principalmente em uma fase que nem sempre dá pra coincidir com as férias no trabalho.

“Entre os maiores obstáculos estão manter as atividades pessoais e as de casa em dia, conciliando com a programação de férias das crianças. Ou seja, manter a rotina de alimentação e sono, gastos excessivos e consumismo, falta de criatividade para brincar e interagir, entre outros”, ressalta.

Para isso, ela indica dividir a rotina em blocos, onde em um papel a mãe coloca os afazeres da casa, com os filhos, do trabalho, tempo para si mesma e define cada um com tópicos que vão de maior prioridade aos que podem ser delegados.

“Assim, quando está no bloco profissional, a mãe deve focar nas atividades importantes e finalizar o trabalho. Isso evita que ela leve serviço para fazer em casa e na presença dos filhos, já que eles estão precisando da atenção e do tempo de qualidade em família”, pontua.

Isabela também aconselha criar um calendário de férias com a programação da casa, do trabalho e das crianças, para estimular a participação e o interesse de todos.

E se a mãe trabalha fora?

Quando as férias da mãe, do pai e dos pequeninos coincidem, dá para planejar uma viagem mais elaborada, ter mais momentos de interação em casa e até mesmo estender esse convívio com os familiares que moram mais distantes.

Entretanto, nem sempre isso é possível, até porque são dois meses de férias para as crianças e os pais geralmente conseguem de 15 a 30 dias de descanso.

“Nesses casos, é indicado criar atividades aos finais de semana ou até mesmo após o trabalho, como teatros, cinemas, atividades culturais ou simplesmente brincar de forma livre”, indica.

A coach lembra que ouvir o interesse, os gostos e as preferências das crianças na hora de planejar a programação das férias é o que definirá para que tudo fiquei maravilhoso para todos.

“Quando a mãe trabalha no período das férias escolares, se não for possível estar em casa mais cedo alguns dias, o ideal é não levar trabalho pra casa e aproveitar ao máximo o sábado e o domingo”, ensina.

mães 10 300x200 - Período de férias e mães que trabalham: como conciliar tudo?A psicóloga lembra que não importa a faixa etária, a sugestão para férias são brincadeiras ao ar livre, em contato com a natureza, atividades culturais como museus, teatros, cinema e tudo quem permita que todos brinquem juntos.

“Ou seja, ela deve evitar o uso da TV, celular e eletrônicos. Os pais devem aproveitar a presença dos filhos e a conexão deve ser com as crianças, não com a internet. Brincar é colecionar memórias!”.

Conte com o apoio da família!

Se não deu para que a mãe tirasse férias ao mesmo tempo que os filhos, vale pedir ajuda para os familiares próximos, como o pai ou até mesmo os avós.

Afinal, é um período do ano em que muitos podem curtir os pequeninos, por isso, esse suporte irá ajudar a mãe a trabalhar normalmente, para curtir o fim de semana com eles da melhor maneira possível.

Isabela Cotian 3 Baixa Crédito Divulgação 300x200 - Período de férias e mães que trabalham: como conciliar tudo?

Isabela Cotian é coach de mães

Caso não dê para planejar que todos saiam de férias ou não haja parentes próximos disponíveis para esse auxílio, o pai e a mãe podem alternar o recesso no trabalho.

“Vale salientar que ao tirar férias do trabalho a pessoa deve deixar todas as pendências e projetos encaminhados ou finalizados, para que a cabeça fique tranquila em casa. Se algo fica por fazer, não há como relaxar e isso faz com que ela não aproveite esses momentos únicos com os filhos”, destaca Isabela.

A psicóloga também lembra que os minutos de férias são preciosos, por isso, se a família consegue escolher quais as preferências e se organizar com antecedência, vai ter tempo pra curtir tudo o que programar.

“Desde um dia no parque ou o final de tarde na praia, convidar os melhores amigos pra uma sessão de pipoca ou curtir a piscina no prédio, o que vale é reunir os amigos, a família e aproveitar os dias de descanso com quem amamos”, finaliza.

Serviço:

Isabela Cotian – www.isabelacotian.com

Continue Reading
Advertisement

Diversas

Relacionamento sugar: uma vida além de presentes extravagantes

Published

on

RSUVAPE Copy - Relacionamento sugar: uma vida além de presentes extravagantes

Apoio nos estudos e nos negócios também faz parte da relação

Ao ingressar no universo sugar, uma verdadeira sugar baby espera encontrar as premissas básicas do tipo de relacionamento proposto pelo seu candidato a sugar daddy: presentes, viagens, suporte financeiro e emocional. Mas, as expectativas expostas claramente desde o início da relação vão além e passam também por uma mentoria de carreira e negócios.

Com uma média de 23 anos de idade, as babies ultrapassam os dois milhões de usuários do site MeuPatrocínio. Cerca de 76% são estudantes universitárias dos cursos de direito, administração, enfermagem, pedagogia e medicina. Em 2020, 40% delas revelaram ter os estudos bancados por seus daddies. Sentindo os reflexos da retração econômica, algumas jovens perderam os empregos e a fonte de renda. Um dos maiores medos era ter que interromper os estudos, já que maioria está em plena fase de investimento na formação profissional. Nesse sentido, o apoio dos daddies foi essencial. Ana Lúcia M., 25 anos, está no último ano de direito. Foi dispensada da empresa onde trabalhava no mês de maio e pediu socorro para o seu daddy. “Estamos juntos desde o final de 2019. Viajamos muito, ele me leva para conhecer lugares fantásticos, me enche de mimos, mas, quando perdi a minha fonte de renda, tive que abrir o jogo e expliquei que, sem apoio financeiro, teria que abrir mão da faculdade. Imediatamente, sem questionar, ele pagou as mensalidades atrasadas e continua bancando os meus estudos”, conta.

Mas, o relacionamento sugar pode envolver também um patrocínio nos negócios. Mayara M., 27 anos, cadastrada desde o início de 2020 no MeuPatrocínio, encontrou o seu daddy depois de 30 dias. “Tivemos a sorte de ter um tempo para nos conhecer melhor antes da fase de isolamento social. Ele é um cara maduro, empresário, e sempre demonstrou interesse pelo meu desenvolvimento profissional. Sou designer, mas muito interessada no setor de moda e beleza. Com o fechamento das portas da boutique onde eu trabalhava, ele não perdeu tempo e me ofereceu sociedade em um e-commerce. O negócio já está funcionando e hoje vendo produtos de beleza importados. Ele cuida de toda a parte logística e me dá total apoio. O meu rendimento praticamente dobrou! Com mais tempo em casa, as mulheres não têm se descuidado e procuram opções para tratamentos de beleza e garantem os seus estoques para quando o isolamento terminar. Nem esperava por isso, mas meu daddy viu uma oportunidade de negócio e resolveu investir”.

Para Jennifer Lobo, fundadora e CEO do MeuPatrocínio, “durante o período de pandemia, observamos, além do crescimento no número de usuários, uma grande procura por oportunidades de negócios. O daddy quer investir e patrocinar a sua baby e ela, ao mesmo tempo, busca novos horizontes para não correr o risco de abrir mão dos seus sonhos. São algumas das vantagens da relação sugar, objetivos claros, transparentes, e expectativas alinhadas”.

Sobre o Meu Patrocínio: primeiro e maior site de relacionamento Sugar do Brasil, o MeuPatrocínio é a rede social mais exclusiva e elitizada do país. O estilo de vida Sugar reúne homens poderosos a mulheres jovens e atraentes para relacionamentos verdadeiros, transparentes, com acordos preestabelecidos e expectativas alinhadas. Hoje, em sua base de dados, a plataforma conta com três milhões de usuários. Todos submetem seus perfis e fotos à aprovação individual. Somente são aceitos maiores de 18 anos que devem aderir às condições e termos de segurança do site.

www.meupatrocinio.com

Continue Reading

Geral

Mc Bruninho usa roupa da NN trajes a rigor para evento em sp

Published

on

By

5D55AF1E 5B3D 406B 8CBC 180B4587655F - Mc Bruninho usa roupa da NN trajes a rigor para evento em sp

60468429 812D 4B4D A0C8 B2F680C09BE3 225x300 - Mc Bruninho usa roupa da NN trajes a rigor para evento em sp

Mc Bruninho na estreia da série floresta Week vtv Sbt , escolhe roupa da NN trajes a rigor para a pré estreia da série .

A NN Trajes a Rigor é o espaço de requinte, glamour, elegância e beleza para um momento especial com vestidos e trajes finos. Ateliê com vestidos assinados e serviços de locação de trajes a rigor com qualidade e primor em cada detalhe.

A empresa foi fundada em 2004 por Ana e Sandro Mustafa para ser a maior rede varejista de venda e locação de trajes finos. A loja possui um espaço confortável, com estacionamento tudo para que seus clientes tenham tranquilidade e segurança para encontrar a roupa perfeita para o grande dia.

Continue Reading

Geral

Sucesso nas redes, digital influencer Alê Oliveira se destaca com suas coreografias

Published

on

IMG 3842 - Sucesso nas redes, digital influencer Alê Oliveira se destaca com suas coreografias

Paraibano ficou famoso após seus vídeos dançando brega funk viralizarem alcançando mais de 3 milhões de visualizações. Com sua dança e gingado muito particulares, o paraibano Alê Oliveira, de apenas 20 anos, se tornou um fenômeno na Internet.

Seus vídeos viralizaram nas redes sociais, tornando o dançarino de brega funk conhecido no Brasil todo. A fama lhe rendeu também o trabalho de digital influencer, já que no momento ele já soma mais de 4 milhões de seguidores no Instagram.

Alessandro Oliveira nasceu na cidade de Bayeux, na Paraíba. Durante sua infância trabalhou fazendo o transporte e montagem de barracas em feiras livres até descobrir sua paixão pela dança. “Foi do nada, não esperava, nem dançar eu sabia. Tudo aconteceu através do brega. Fui aprendendo as coreografias e me apaixonei”, explica o jovem.

Seu talento logo foi descoberto na Internet, onde seus vídeos dançando chegam a somar mais de 3 milhões de
visualizações. Há um ano, Alê passou a dançar profissionalmente, a fazer participação em shows e também
a divulgar novas músicas de brega funk, ritmo que tem ganhado cada vez mais fãs pelo Brasil.

Com o sucesso nas redes, o paraibano (@aleoliveiracm) se tornou digital influencer e se destaca fazendo a divulgação
de marcas parceiras. Atualmente ele é seguido por famosos com os humoristas Carlinhos Maia, GKay e Lucas Rangel, além da cantora Gloria Groove e da apresentadora e ex-BBB Vivian Amorim.

O jovem comemora a boa fase em sua carreira e destaca a importância da dança para o seu crescimento pessoal e
profissional. “A dança é tudo, ela traz alegria e consegue mudar vidas. Por meio dela muitos preconceitos foram quebrados”, pontua o jovem, que tem projetos para o futuro como dançarino. “Consegui meu apartamento e quero conquistar minha casa própria futuramente. Gostaria também de ajudar as pessoas a chegarem onde eu cheguei”, finaliza.

Continue Reading

Trending

Copyright © 2020 Gazeta Nacional - Grupo Michelasi de Comunicação