Connect with us

Geral

Período de férias e mães que trabalham: como conciliar tudo?

Published

on

Muitas mães chegam ao final do ano com o dilema de querer dar atenção aos filhos na recessão escolar, mas nem todas conseguem tirar férias com os filhos. Então, como fazer?

As mulheres estão cada vez mais presentes no ambiente profissional, assumindo cargos com mais demandas, empreendendo e ficando com a agenda mais “apertada”.

Por isso, é primordial ter organização para que o papel de esposa, mãe, filha e até mesmo guardar um tempinho para si mesma não entrem em conflito com o sucesso no trabalho.

Isabela Cotian, psicóloga e coach de mães, aponta que no período da recessão escolar das crianças a maior dificuldade está em ficar com os filhos, principalmente em uma fase que nem sempre dá pra coincidir com as férias no trabalho.

“Entre os maiores obstáculos estão manter as atividades pessoais e as de casa em dia, conciliando com a programação de férias das crianças. Ou seja, manter a rotina de alimentação e sono, gastos excessivos e consumismo, falta de criatividade para brincar e interagir, entre outros”, ressalta.

Para isso, ela indica dividir a rotina em blocos, onde em um papel a mãe coloca os afazeres da casa, com os filhos, do trabalho, tempo para si mesma e define cada um com tópicos que vão de maior prioridade aos que podem ser delegados.

“Assim, quando está no bloco profissional, a mãe deve focar nas atividades importantes e finalizar o trabalho. Isso evita que ela leve serviço para fazer em casa e na presença dos filhos, já que eles estão precisando da atenção e do tempo de qualidade em família”, pontua.

Isabela também aconselha criar um calendário de férias com a programação da casa, do trabalho e das crianças, para estimular a participação e o interesse de todos.

E se a mãe trabalha fora?

Quando as férias da mãe, do pai e dos pequeninos coincidem, dá para planejar uma viagem mais elaborada, ter mais momentos de interação em casa e até mesmo estender esse convívio com os familiares que moram mais distantes.

Entretanto, nem sempre isso é possível, até porque são dois meses de férias para as crianças e os pais geralmente conseguem de 15 a 30 dias de descanso.

“Nesses casos, é indicado criar atividades aos finais de semana ou até mesmo após o trabalho, como teatros, cinemas, atividades culturais ou simplesmente brincar de forma livre”, indica.

A coach lembra que ouvir o interesse, os gostos e as preferências das crianças na hora de planejar a programação das férias é o que definirá para que tudo fiquei maravilhoso para todos.

“Quando a mãe trabalha no período das férias escolares, se não for possível estar em casa mais cedo alguns dias, o ideal é não levar trabalho pra casa e aproveitar ao máximo o sábado e o domingo”, ensina.

A psicóloga lembra que não importa a faixa etária, a sugestão para férias são brincadeiras ao ar livre, em contato com a natureza, atividades culturais como museus, teatros, cinema e tudo quem permita que todos brinquem juntos.

“Ou seja, ela deve evitar o uso da TV, celular e eletrônicos. Os pais devem aproveitar a presença dos filhos e a conexão deve ser com as crianças, não com a internet. Brincar é colecionar memórias!”.

Conte com o apoio da família!

Se não deu para que a mãe tirasse férias ao mesmo tempo que os filhos, vale pedir ajuda para os familiares próximos, como o pai ou até mesmo os avós.

Afinal, é um período do ano em que muitos podem curtir os pequeninos, por isso, esse suporte irá ajudar a mãe a trabalhar normalmente, para curtir o fim de semana com eles da melhor maneira possível.

Isabela Cotian é coach de mães

Caso não dê para planejar que todos saiam de férias ou não haja parentes próximos disponíveis para esse auxílio, o pai e a mãe podem alternar o recesso no trabalho.

“Vale salientar que ao tirar férias do trabalho a pessoa deve deixar todas as pendências e projetos encaminhados ou finalizados, para que a cabeça fique tranquila em casa. Se algo fica por fazer, não há como relaxar e isso faz com que ela não aproveite esses momentos únicos com os filhos”, destaca Isabela.

A psicóloga também lembra que os minutos de férias são preciosos, por isso, se a família consegue escolher quais as preferências e se organizar com antecedência, vai ter tempo pra curtir tudo o que programar.

“Desde um dia no parque ou o final de tarde na praia, convidar os melhores amigos pra uma sessão de pipoca ou curtir a piscina no prédio, o que vale é reunir os amigos, a família e aproveitar os dias de descanso com quem amamos”, finaliza.

Serviço:

Isabela Cotian – www.isabelacotian.com

Continue Reading

Geral

Consultor revela os segredos do sucesso e do enriquecimento

Published

on

Muitos se perguntam como alcançar o sucesso em suas vidas. O sonho de chegar ao estrelato não segue uma fórmula padrão, mas o caminho até lá envolve muito suor, dedicação e aperfeiçoamento. No entanto, não basta apenas o trabalho duro, é preciso ser visto e reconhecido pela sociedade, independente da área de atuação. Mas qual o segredo de pessoas ricas e famosas para alcançar este objetivo?

O consultor, personal branding e assessor de imprensa Fabiano de Abreu, CEO do grupo MF Press Global, aponta que existem determinados caminhos que são comuns a todos que conseguiram alcançar o sucesso: “atualmente, são três fatores primordiais para alcançar o sucesso e o reconhecimento, que são as mídias sociais, imprensa e estratégias de conceituação e marketing pessoal. Observe que isto é comum a todas as celebridades do momento, trabalhar muito bem estas três áreas”.

A internet como ferramenta de alavancagem

Fabiano ressalta a importância das redes sociais como uma espécie de vitrine virtual, que ajuda a ser visto em um primeiro contato: “A rede social é onde as pessoas vão te ver, te seguir. Seu perfil é a sua vitrine e também onde há a oportunidade de mostrar o seu portfólio. É lá que vão tomar conhecimento da sua existência a princípio. Isto porque todo mundo verifica as mídias sociais, seja para fechar negocios ou para contratar produtos e serviços”.

Astros como Justin Bieber, Luan Santana, Bruna Marquezine, Whindersson Nunes, Felipe Neto e Julio Cocielo foram descobertos ou alavancaram suas carreiras e influência com internet, através das mídias sociais e plataformas como o YouTube. E estes não são casos isolados.

Imprensa

No entanto, Fabiano explica que a consolidação no mundo da fama vai muito além do número de inscritos ou seguidores nas plataformas digitais: “São inúmeras pessoas que ficaram famosas, que foram reconhecidas, que mudaram suas vidas através do trabalho da MF Press Global. Criamos mais de 500 personagens para a imprensa em 6 anos, e isto mesmo antes do boom das redes sociais. Apesar da força do Instagram, do Facebook, Twitter e afins, é a imprensa que publica os seus feitos e faz com que você seja encontrado e reconhecido por eles na busca do Google. Quando o profissional tem uma assessoria de imprensa fica o registro de tudo que realizou, eternizado. É como um livro virtual, que conta a tua história e passa segurança e respaldo. A assessoria de imprensa é o selo de credibilidade para aquele determinado perfil na mídia social, para aquele influenciador digital”.

Muito além da rede social

Para o consultor, não basta apenas trabalhar as redes sociais se não houver um esforço conjunto nas três áreas apontadas como cruciais para alcançar o sucesso: “Por exemplo, vamos tomar o caso de um médico. Se você coloca o nome de um médico hoje no Google e ele não tem uma assessoria de imprensa, você encontra apenas o perfil da rede social e talvez a faculdade onde ele se formou, mas não encontra feitos nem informações mais relevantes. Mesmo médicos que se vinculam a famosos têm um risco associado. Até que ponto as pessoas vão acreditar que ele é bom somente por se vincular a famosos? Ele pode ainda acabar sendo considerado um papagaio de pirata, ou até mesmo que paga para aparecer. O tiro pode sair pela culatra. Por isso, é preciso construir uma reputação que vai muito além da rede social, e isto tem a ver não apenas com a imprensa, mas com o marketing pessoal e o personal branding”.

Personal Branding

O terceiro fator apontado por Fabiano de Abreu como fundamental para alcançar a fama é o Personal Branding, que é comercializam a si mesmo e a sua carreiras como marcas: “para ser notado na mídia social e sobressair na imprensa é preciso ter uma característica única, argumentos, personalidade, distinção. E aí entra o personal branding, que vai elaborar toda conceituação, criação e o branding, que é fazer de você a marca, o famoso”.

O personagem para a imprensa

O consultor ressalta que ao conseguir trabalhar os três fatores a pessoa se torna um personagem para a imprensa, o que carimba o seu passaporte rumo a um promissor caminho ao estrelato: “ao trabalhar a mídia social, a imprensa e o branding, a pessoa se torna um personagem, ou seja, uma personalidade reconhecida popularmente. Com um bom trabalho nestas três áreas é possível alcançar a fama”.

Fabiano revela quantas pessoas foram alçadas à fama através de sua consultoria e assessoria: “hoje eu detenho o recorde internacional na criação de personagens para a imprensa, com mais de 500 pessoas que alcançaram fama e reconhecimento em suas respectivas áreas, o que se converte também em recompensa financeira”.

Continue Reading

Geral

Como bombar no Instagram: saiba o que não fazer em seu perfil

Published

on

A expert Adriana Coutinho, que cuida das redes sociais de famosas como Cleo, Luísa Sonza e Antonia Morais, separou dicas infalíveis para você não errar na sua página.
Ter um perfil engajado nas redes sociais é essencial para quem deseja trabalhar com sua imagem, seja como influenciador ou a frente de um negócio.

Mas para isso é importante que seu cartão de visitas da atualidade, – ou seja, seu Instagram – esteja chamativo e ao mesmo tempo coerente com sua linguagem e área de atuação. Para acertar na construção do seu perfil e bombar no engajamento, Adriana Coutinho, CEO da Acout e expert em mídias sociais, responsável por gerenciar grandes contas como Cleo, Luísa Sonza, Antonia Moraes, Universal Music, Tidal, entre outras, explica três erros comuns no Instagram e como evitá-los:


1. Sua foto do perfil:
O primeiro erro comum é usar no perfil foto de corpo inteiro, com óculos de sol, com roupas de lazer como biquíni e sem camisa, ou uma foto de paisagem. Meus caros, a foto de perfil já diz tudo, é foto do seu rosto, pra gente saber como é sua carinha e quem é você de imediato. Quando você responde um comentário, pronto já identifico imediatamente você.

2. Vamos falar de Bio?
A biografia é atitude, o foco é mostrar o que você faz. Quem você é, deixe para mostrar nos stories. A dica é resumir sua trajetória em poucas palavras, aguçando a curiosidade de quem te segue para conhecer mais sobre você e sua expertise. Veja só:
Sem engajamento:
*Solteira
* Mãe de dois
*Aquariana
*Apaixonada por bolo de cenoura
*Aprendiz de yoga
*Pé atrás com homens rasos

Com engajamento:
Do Capão Redondo para o mundo.
Redes Sociais eu domino! Não o contrário!
Colocar o holofote em sua direção é o que faço de melhor! Só Vem.

3. Nunca sei o que postar!
O Instagram oferece diversas possibilidades para criação de conteúdo. O segredo é dedicar um tempo do seu dia para isso e usar a criatividade de acordo com seu estilo de vida, ramo de atuação e experiências.

No stories: fritar um ovo pode ser conteúdo que todo mundo irá se identificar, pare de ter medo de stories e produza conteúdo que você mesmo gostaria de ver.
No Feed: é eterno, então tem que ter um motivo, não existe postar por postar. A função pode ser: entreter, motivar, informar. Então pegue sua melhor foto, use um assunto que tenha propriedade e manda ver!

Sobre Adriana Coutinho:
Poderosa nos negócios, Adriana Coutinho é comunicadora e empreendedora desde que se reconhece como gente. Fundadora e CEO da Agência Acout de gerenciamento de mídias sociais, Adriana tem talento para decodificar de cara as necessidades de seus clientes e rapidamente pensar em um planejamento para atendê-los de imediato.
Com um feeling especial para universo digital e sensibilidade para entender o perfil de cada pessoa ou marca, em apenas um bate papo com seus clientes, Adriana faz o raio x da empresa, imagem ou produto e imagina imediatamente as mudanças necessárias, com planejamento estratégico para potencializar o alcance nas redes sociais. É responsável por gerenciar contas como de Cleo, Luísa Sonza, Antonia Morais, Arezzo, Universal Music e TIDAL.

Continue Reading

Geral

7 dicas de Gabriel Queiroz para dar um toque profissional ao seu video caseiro

Published

on

As plataformas de streaming de video como Vimeo e especialmente o YouTube inauguraram uma nova fase na internet e revolucionaram a indústria do entretenimento. Fazer vídeos deixou de ser apenas um hobby para se tornar uma profissão extremamente rentável para muitas pessoas, os chamados vloggers ou youtubers.

Com a crescente oferta de vídeos, destacam-se geralmente aqueles que tem melhor qualidade de imagem e som e conteúdo relevante. Por isso, o filmmaker Gabriel Queiroz, criador do We Go Film, traz algumas dicas para tornar seus vídeos mais profissionais.

1- Investimento

Uma notícia boa é que hoje não é preciso gastar tanto dinheiro. É possível encontrar equipamentos para fazer videos a valores muito mais acessíveis em comparação há poucos anos. A própria popularização dos vídeos caseiros contribuiu para esse cenário.

Nos Estados Unidos é possível comprar uma Go Pro, que é uma câmera de boa qualidade e que pode ser um pontapé inicial na sua carreira como filmmaker, a partir de 199 dólares. No Brasil, modelos anteriores da Go Pro, como a Hero 3, podem ser encontrados por menos de mil reais.

Para captação de áudio, invista em microfones de lapela como o o Yoga EMX1 X Dagee, que possui bom custo-benefício, custando a partir de 80 reais. Já o Shure Motiv Lapela MVL é de altíssima qualidade, porém mais caro.

Outra opção são os microfones direcionais, conhecidos como shotgun. É o tipo mais utilizado em produções profissionais por sua maleabilidade, podendo ser usado tanto parado (com suporte) ou com alguém manuseando. Quando usado, o shotgun deve ser posicionado bem acima do indivíduo e sua ponta deve ser direcionada para a origem do som. Existem boas opções a partir de 300 reais, como o Rode VideoMic GO

2- Planejamento

Agora que você já tem um equipamento básico para começar, é preciso definir o que será feito. Isto é, criar um guia de como suas ações serão desenvolvidas, um planejamento. O assunto precisa ser pertinente para seu público e de acordo com o nicho que você escolheu para atuar.

É necessário definir qual é o objetivo do vídeo ou da série de vídeos que você pretende fazer, seja divulgar um produto ou serviço, ensino, entretenimento ou direcionar o internauta a uma ação.

3- Storytelling

É importante criar um roteiro e pensar em como passar esse conteúdo, qual abordagem será utilizada. Definir como a estória será contada, qual o tom da narrativa adorada é importante.

4- Invista em conteúdos exclusivos

Para se destacar, é fundamental investir em conteúdos exclusivos e relevantes para o seu público. Se os seus vídeos forem muito abrangentes, fica mais difícil eles ficarem bem posicionados nos buscadores, como o Google.

Ao definir que tipo de público você pretende atingir, pesquise algumas palavras-chave no Google e veja quais oportunidades podem ser interessantes para o seu nicho de mercado. Prefira sempre as palavras-chave de cauda longa, que vão direcionar melhor o seu público.

5- Conheça o seu público

É importante que você conheça bem o seu público, ou o público que pretende atingir, porque só assim você conseguirá pensar no melhor conteúdo e obter sucesso com seu vídeo. As pessoas são capazes de detectar quando algo não é genuíno, por melhor ator que você seja, e com isso você pode perder engajamento e até mesmo atrair haters, que são pessoas que irão criticar o seu trabalho de forma negativa.

6- Edição

Investir tempo na edição é tão importante que pode fazer a diferença entre um resultado final atrativo e um video cansativo e desinteressante. Aprenda a manipular as principais ferramentas de edição como Adobe Premiere, Final Cut e Sony Vegas. Escolha a que lhe for mais confortável e que você domine melhor e invista nisto.

Através deste softwares você pode não apenas definir cortes de cena e jogo de câmeras, mas corrigir cor, aprimorar áudio, e adicionar efeitos que podem contribuir com a história que está sendo contada.

7- Iluminação

Por mais que o ambiente da gravação pareça estar bem iluminado, a grande maioria das câmeras não conseguirá captar luz o suficiente, o que pode render imagens com aparência granulada. Essa perda da qualidade acontece seja com um smartphone ou com uma câmera DSLR.
É claro que é possível corrigir um detalhe ou outro na edição do vídeo, mas às vezes nem mesmo o editor mais experiente consegue salvar seu conteúdo.

Uma boa pedida para resolver o problema da iluminação é o softbox, que é um equipamento bastante utilizado, pois gera uma luz difusa e suave que, quando direcionada corretamente, diminui as sombras e ressalta os traços naturais da pessoa que está em frente às câmeras.
O equipamento consiste em uma lâmpada fria, acoplada a uma caixa, forrada com papel brilhante no interior, e pode ser reproduzido com itens que você tem em casa, como uma caixa de sapato, por exemplo.Há vários tutoriais na internet que te ensinam a fazer sua própria softbox.

Outra opção são os painéis de LED, que são estruturas muito parecidas com uma luminária e podem ser usados em diversos ambientes. Eles são constituídos de diversas lâmpadas pequenas que, juntas, formam uma estrutura luminosa de tamanhos variados. Os painéis de LED costumam ter uma vida útil longa, o que faz com que o valor de manutenção seja baixo.

Continue Reading

Trending

Copyright © 2019 Gazeta Nacional. Design by EGOBrazil.