Connect with us

Cultura

Após Lei Maria da Penha completar 13 anos, Bruno Assunção faz abordagem ao assunto.

Published

on



A Lei Maria da Penha completou no dia 7 de agosto deste ano, 13 anos.
A lei define a proteção as mulheres contra todos os tipos de violência familiar e doméstica

 “Hoje a lei Maria da Penha garante que agressores sejam tenham prisao preventiva decretada ou sejam presos em flagrante ”, frisou Bruno Assunção.

Ele lembra que, no passado, as aplicações das penalidades eram brandas, como pagamento de multas e até mesmo serviço comunitário. A criação da lei fez com que encorajasse as denúncias e cada vez mais ajude a salvar vidas.

Entende-se como violência doméstica não somente aquela cometida por companheiros (as), mas outros membros da família como filho, pai, tio e irmão. A legislação compreende além da agressao fisica, a violência moral, patrimonial, psicologica e sexual.

Bruno Assunção, engajado na em proteção as mulheres, comentou a grande importância de as mulheres estarem cada vez mais unidas a favor da equidade de direitos e também no combate ao machismo.

“Quero lembrar que hoje morrem cerca de 13 mulheres ao dia no país. Além do machismo, ”, disse Bruno Assunção .

Para ele, é imprescindível que todas conheçam os seus direitos e encontrem apoio para sair do ciclo e da cultura criada de violência.

Em caso de violência, ligue:
Disque denúncia: 180
Polícia Militar: 190

Bruno Luiz Antunes de Assunção, empresario, engajado na Luta, representante da funcionabilidade de aproximação ” Mulher + Segura “

Bruno Assunção

Continue Reading

Cultura

Websérie “Magenta” é indicada em 4 categorias Rio WebFest 2019

Published

on

Lançada no final de 2018, a websérie “Magenta” da produtora Linha Produções é indicada para o Rio WebFest 2019 em 4 categorias. Produzida, dirigida e interpretada por uma equipe de mulheres, a trama aborda a representatividade de um relacionamento LGBTQ+. São muito padrões sendo quebrados e a indicação fortalece a importância das lutas como produtoras independentes. A premiação ocorre no nos dias 15 a 18 de novembro de 2019, no Rio de Janeiro.

“Melhor Websérie Brasileira”, “Melhor Elenco de Drama”, “Melhor Trilha Sonora” e “Melhor Roteiro de Drama” foram as categorias as quais a trama foi indicada.
Magenta tem como protagonistas, as atrizes Giul Abreu e Priscila Buiar que interpretam, respectivamente, Nina e Manuela, um casal lésbico que tem seu relacionamento abalado com a chegada de Raphaela, interpretada por Rebeca Figueredo. Com o atual cenário nacional, a representatividade feminina e da comunidade LGBTQ+ se faz ainda mais necessária.

A premiação internacional do Rio WebFest está em sua 5ª edição este ano e, ao dar lugar para webséries, como Magenta, o festival abrange o olhar e a perspectiva de representatividade e voz a produtos que correm o risco de serem silenciados.

Se tratando de um produto independente construído na garra e boa vontade de todos da equipe que abraçaram o projeto, a conquista das indicações em um festival como o Rio WebFest é algo bastante desejado pelas diversas produtoras de audiovisual de caráter independente. Thaiane Soares, dona da Linha Produções, roteirista e diretora de magenta afirma que todos se encontram radiantes com a seleção.

“Isso é a realização de mais uma etapa cumprida, de mais um passo dado para alcançar nosso objetivo e conseguir enxergar que todo o nosso sacrifício, todos os perrengues, enquanto produção audiovisual independente, valeram a pena. Se eu pudesse escolher mudar alguma coisa, eu não mudaria. Faria tudo exatamente como foi feito”, afirma Thaiane.

O festival oferece a oportunidade de maior visibilidade para os produtos audiovisuais. A diretora e roteirista da série ainda comenta a relevância dessas indicações. “A importância é de colocar cada vez mais em evidência a produção audiovisual independente. Para nós da Linha Produções, com uma equipe 100% feminina no set, abordando a temática LGBTQ+, essas indicações representam a resistência por tudo o que a gente acredita e vivência no nosso dia a dia”, completa.

Continue Reading

Cultura

Floripa Mil Grau, a máquina de memes cria oportunidades de emprego para 12 colaboradores

Published

on

Vitor Roque criou a página no Facebook com 14 anos, atualmente a empresa fatura mais de R$80 mil por mês e se tornou referência em criações de memes.

Um dos termos mais conhecidos nas redes sociais é a palavra “meme”, de origem grega que significa imitação. Tudo o que acontece no mundo real é representado na internet no formato de humor, rapidamente as publicações são compartilhadas em grande fluxo através de imagem, vídeo, gif, frases, palavras e outros.

Dentre o meio de várias páginas, a Floripa Mil Grau ganha destaque com 800 mil curtidas no Facebook, 317 mil no Instagram e 95 mil no Twitter. O ponta pé inicial para a fundação da empresa partiu de Vitor Roque, com apenas 14 anos na época, decorrente a cobertura da greve de ônibus que aconteceu em Florianópolis, já que ele utilizava do transporte público para se locomover.

Utilizando expressões e cenas engraçadas de fotos publicadas na internet, Vitor começou a criar seus próprios memes e a compartilhar com os seus amigos, vários pedidos foram feitos para que ele publicasse no Facebook, dessa forma muitas interações foram surgindo. Imediatamente a página foi um sucesso na capital, já que expressava o cotidiano de uma maneira leve, engraçada e realista.

Quando a página tinha apenas 40 mil curtidas, sua equipe passou por sua primeira formulação, Joylson e Motora entraram para somar com o trabalho que já estava em desenvolvimento. Graças aos memes, o sucesso comercial foi firmado pela parceria com a empresa RBS-SC, consequentemente a produção de conteúdo cresceu em larga escala, assim como os colaboradores tiveram que adaptar-se para otimizar a qualidade de conteúdo que iria ser gerada.

Entretanto a parceria com a RBS-SC acabou, mas novos perfis em diversas plataformas foram criados que estavam se encaminhando em direção a distribuição comercial. Com a empresa em pleno desenvolvimento, as oportunidades foram surgindo para a entrada de estagiários que mais tarde foram contratados, hoje a Floripa Mil Grau conta com 10 colaboradores que continuam revolucionando a forma de se comunicar.

Continue Reading

Cultura

Yasmin Ronquetti, Alice Hemery, Priscila Louise e Duda Quadros assistem ‘Um Sonho de Musical’ no teatro Clara Nunes

Published

on

Diversos personagens dos contos de fadas reunidos em um único palco encantados a todos. Foi assim em ‘Um Sonho de Musical’ no teatro Clara Nunes, que reuniu as atrizes e modelos Yasmin Ronquetti, Alice Hemery, Priscila Louise e Duda Quadros. Elas assistiram um roteiro inédito, mesclando brasilidade ao estilo do teatro musical americano, com cenário e peças gráficas inspiradas nas obras de arte de Van Gogh em movimento e sintonia com as canções. Um musical lindo, encantador e super recomendado por todas!

Foto: Divulgação

Continue Reading

Trending

Copyright © 2019 Gazeta Nacional. Design by EGOBrazil.