Connect with us

Featured

Fundadora da PeaceFlow, Diana Bonar ensina abordagem de gestão de conflitos em workshop

Published

on

Foto: Divulgação

Lidar com os problemas do dia a dia não é fácil. Trabalho, contas, família… São tantas as atribuições diárias que as pessoas acabam não conseguindo se expressar de formas que os outros consigam entender o que realmente importa para elas. Pensando nisso, a comunicação não-violenta visa fomentar o uso de novas abordagens, que podem ser usadas em diferentes esferas, desde situações domésticas a mediação de conflitos diplomáticos. 

Para alcançar o objetivo, o processo é baseado na criação de empatia através de 4 elementos fundamentais: a observação sem julgamento, a escuta empática, a expressão autêntica e saber fazer pedidos claros. Tudo isso dentro de uma nova lente que visa romper com o paradigma da punição, medo e culpa. 

A CNV foi sistematizada pelo psicólogo Marshall Bertram Rosenberg e uma equipe internacional de colegas, que apoia o estabelecimento de relações de parceria e cooperação, em que predomina a comunicação eficaz e com empatia. 

A Comunicação Não Violenta é uma ferramenta que nos ensina como melhorar nossas relações, mas ela não é só isso. Ela também é uma abordagem que permite ver e interagir com as pessoas e com o mundo de forma que as escolhas das nossas estratégias visem o bem estar pessoal, do grupo e da natureza. Assim sendo, a melhora das relações é uma consequência da mudança do olhar e da atitude do indivíduo para com o seu meio. 

Sobre Diana Bonar

Possui mais de 10 anos de experiência com abordagens de campo de prevenção da violência armada e facilitação de conversas e treinamentos em gestão de conflitos. 

Possui experiência internacional trabalhando e estudando no Japão, Inglaterra, EUA, 

Trinidad e Tobago, Brasil e Tailândia. É formada em Relações Internacionais, Mestre em Mediação de Conflitos, Pós Graduada em Gestão de Projetos e Especialista em Estudos da Paz e Resolução de conflitos pela Centro Internacional de Paz da Tailândia, através da ChulaLongKorn Univeristy. É Peace Fellow do Rotary Internacional e trabalha ao lado de uma rede mundial de especialistas na área de estudos sobre a paz.

Possui experiência na área de desenvolvimento organizacional, treinamentos, desenvolvimento de pessoas e Comunicação Não-Violenta. 

Faz parte da rede GSMP, uma iniciativa do departamento de Estado dos EUA para empoderamento feminino. É membro do Coletivo CNV Brasil – formada por especialistas no tema.

Iniciou os estudos na área em 2010, quando se envolveu com a área de mediação de conflitos e por 3 anos Coordenou a área de Treinamento do Projeto Educação para Paz (EPP) da Organização Internacional Partners for Democratic Change. O EPP implementou programas de mediação escolar em 7 escolas de zonas conflagradas do Rio de Janeiro.

Dentre diversos trabalhos na área, destaca-se o convite para feito pela Universidade de Bradford na Inglaterra para falar sobre prevenção de violência armada. E sua análise de conflito de conclusão da especialização recebeu convite para publicação, como o tema: A COLLABORATIVE IMPACT APROACH TO ARMED VIOLENCE IN SLUMS OF RIO DE JANEIRO.

Sobre a PeaceFlow

A PeaceFlow nasceu da minha dor e indignação, e cresceu em forma de esperança em transformar processos que desumanizam em processos que aproximam e transformam, permitindo que o fluxo da paz seja uma realidade para todas as pessoas.

Em 2017 fui selecionada para estudar Resolução de Conflitos e Estudos da Paz na Tailândia, como Peace Fellow do Rotary Internacional. Parte da especialização incluía estudos de campo de conflitos reais. Um deles foi realizado no Cambodia, para estudar o Genocídio cometido pelo Kmer Vermelho. Durante a visita no campo de extermínio eu fiquei extremamente chocada com o nível de crueldade que a raça humana pode chegar e perplexa em conhecer os processos que legitimavam tal violência. Foi uma experiência traumatizante e muito dolorida que me jogou em processo de reflexão profunda. Retornando à Tailândia tivemos um módulo no curso que abordava a Não-Violência como estratégia de transformação. Foi a partir desse momento que minha dor se transformou em esperança e eu tive vontade de compartilhar muitas coisas que eu estava aprendendo.

Como resultado primeiro nasce o Canal do Youtube como ferramenta para compartilhar e democratizar um conhecimento majoritariamente na língua inglesa e de custo elevado para qualquer pessoa do Brasil que tivesse interesse no tema. O objetivo do canal desde que ele nasceu foi de alcançar locais onde esse conhecimento não chega.

Em novembro de 2017 durante um retiro em um recôndito escondido da Bahia nasce o conceito da PeaceFlow para ser uma empresa de consultoria e treinamento na área de gestão de conflitos, comunicação não-violenta, facilitação de diálogos e outras abordagens que contribuam para promover o entendimento entre pessoas. Desde que foi criada a PeaceFLow já atuou dentro de empresas como FaceBook para abordar questões de Gênero com a lente da CNV, em grandes Organizações Internacionais como os Médicos Sem Fronteiras e Anistia Internacional, em agências do Governo como a Polícia Civil e a Defensoria Pública. Entre inúmeras outras empresas e agências. Cada vez mais esse conhecimento se faz fundamental tanto no desenvolvimento do profissional do futuro, quando para o traquejo social e familiar. 

A PeaceFlow doa parte do seu lucro para os projetos Abraço Campeão no Complexo do Alemão e para as Destemidas no Complexo da Maré. 

Saiba mais sobre o trabalho da PeaceFlow em https://www.peaceflow.com.br.

Continue Reading

Famosos

Ex-paquita emagrece 20 kg e afirma: “Estou solteira!”

Published

on

Ana Paula Almeida, a Pituxita, que recentemente se envolveu em uma grande polêmica de agressão com seu ex-marido, agora está, digamos, repaginada. A ex-paquita eliminou 20 quilos e aproveitou as novas curvas para ir de encontro à empresária Erika Bronze, a idealizadora do bronze na laje com a marquinha de fita isolante.

Estou bem comigo mesma. Aprendi que tenho que cuidar mais da minha mente, do meu corpo e da minha inteligência emocional para estar inteira para o meu filho e para os meus projetos futuros. Sou uma eterna Fênix, sempre me reconstruindo”

Focada em se cuidar, Ana Paula – que eliminou 20 quilos ao longo deste ano -, visitou nesta sexta-feira a carioca Érika Martins, a Érika Bronze, para se submeter às famosas técnicas de bronzeamento da profissional com fita isolante preta.

A ex-paquita contou que a mudança em seu corpo aconteceu depois que ela se consultou com a endocrinologista Fernanda Silva.

“Descobri que as minhas taxas de insulina e triglicerídeos estavam altas e todos os meus hormônios muito abaixo do mínimo necessário”.

Com o tratamento de implante hormonal (chip da beleza) estou emagrecendo e criando músculos muito mais fácil. Em um mês já deu para ver a transformação da gordura por massa muscular”, explicou.

Veja as fotos: 

Continue Reading

Featured

Mariana Volker lança primeiro single do seu novo álbum

Published

on

Mariana Volker vai lançar seu primeiro álbum completo este ano e dá uma prévia do que vem por aí com o single “+ Amor”. A canção é um pop rock moderno, dançante e que ganhou interpretação cheia de potência e atitude, marcas registradas do canto de Mariana.

Produzida por Pedro Sodré, “+ Amor” chega na próxima sexta, através da Altafonte. A música ganhou clipe dirigido por Letícia Pires com estética inspirada nas cores e estilo dos anos 90 contrastando com jogo de luzes e elementos futuristas.

“É uma ode às diferenças, ao respeito, à alegria, ao amor. Mas, sem troca de favores. É também uma canção-manifesto anunciando em voz alta que por favor não se ama, não se vive. Por favor não se aceita o outro”, explica a cantora.

Para ela, “+ Amor” celebra o amor pelo o que ele tem de livre. “O clipe é um convite para perceber o outro e somar. Por amor. Sem favores”, finaliza.

Mariana Volker. Foto: Divulgação

Mariana Volker. Foto: Divulgação

Veja o clipe de “+ Amor”:

Continue Reading

Featured

Alex Fava lança hoje “Todo Mundo Tem Um Anjo”

Published

on

Alex Fava lança hoje, 20 de setembro, o novo single – parte do Projeto Consciência – intitulado “Todo Mundo tem Um Anjo”. No trabalho, o cantor homenageia pessoas que gostam de ajudar o próximo incondicionalmente.

A canção dá ênfase àquelas pessoas que passam diariamente por nós, e que merecem mais atenção, seja um amigo que estendeu as mãos em um momento complicado, ou alguém que você talvez nem conheça, mas te ajudou a passar por alguma situação mais delicada. “Quero mostrar que ainda podemos ter esperança no mundo, que boas pessoas existem e podem ajudar outras pessoas”, explica Alex Fava.

Com composição de Bonilha, a letra cita diversos exemplos e, acima de tudo, mostra que todos os anjos são iguais, independentemente de sua classe social, cor de pele ou religião.

Alex Fava conheceu a Casa do Zezinho, um espaço de desenvolvimento para crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social. Lá as crianças recebem apoio e crescem com melhores condições e esperança de trilhar um futuro melhor, com base educacional e novos projetos, ele decidiu que ali seria gravado o novo clipe. “A Casa do Zezinho despertou meu interesse! Tive milhões de ideias lá dentro. Quis homenagear aquelas pessoas que dedicam seu tempo para cuidar das crianças de lá, são as crianças que serão o nosso futuro! Eles todos são anjos e merecem este reconhecimento!” completa o cantor.

Seguindo os passos de “Vô”, “Devolva o Meu Coração” e “4 Patas”, a produção do clipe também foi da Parakino Filmes, com direção de Diego Freitas. “Todo mundo tem um anjo” tem tudo para emocionar a todos por sua sensibilidade.

Sobre a Casa do Zezinho:

A Casa do Zezinho é uma organização sem fins lucrativos localizada na região do Capão Redondo, extremo sul de São Paulo. Nascida de um sonho de educação de uma pedagoga conhecida como Tia Dag, inconformada com a exclusão social e péssima educação dada à população das periferias, a instituição é fundada em 1994 com 6 crianças em uma casa térrea.

Hoje, são atendidas mais de 1.300 crianças, jovens e famílias diariamente com 2 refeições por dia e mais de 40 opções de oficinas socioeducativas, que vão da contação de histórias, passando por jiu-jitsu, teatro, coaching vocacional e empreendedorismo. Com a sua premiada “Pedagogia do Arco-Íris”, a Casa entende que deve-se ter o cuidado, afeto e proximidade específica com cada criança de acordo com sua idade e fase de vida, conhecendo sua individualidade, família, lar e ambiente que vive.

O nome Casa do Zezinho é originado da poesia de Carlos Drummond de Andrade, “E agora, José?”. Zé, nas palavras da Tia Dag, é o retrato da exclusão diária no Brasil: Zé-ninguém, Zé-mané, Zé-ruela, etc. Por isso a Casa do Zezinho é a Casa em que essas pessoas tem vez, são acolhidas e podem aprender brincando e buscar seus caminhos, sonhos e autonomia.

Veja o clipe de “Todo Mundo tem um Anjo”:

Todo Mundo tem um Anjo

Todo mundo tem um Anjo em sua vida,
uma mãe, um pai, um irmão ou uma filha.

A namorada que te deu a mão,
a professora que te deu o chão,
a enfermeira que ficou mais tarde além do plantão.

Aquele vizinho que era um chato, mas quando precisou te emprestou o carro,
aquele idoso que te ajudou na estação.

O segredo é que os anjos só se enxergam com o coração.

Todo mundo tem um Anjo, em todo lado, em todo canto, alguém que sempre está ali.
Todo mundo tem um Anjo, loiro, pardo, negro ou branco,
disfarçado de doutor ou gari.
Todo mundo tem um Anjo que Deus enviou pra cuidar de ti.

Aquele amigo que te deu a mão e te ajudou sair da depressão,
o cachorrinho que te deu amor em toda situação.
Aquele seu chefe que era um chato, mas que te ensinou o seu trabalho até o dia em que você ganhou sua promoção.
O segredo é que os anjos só se enxergam com o coração.

Todo mundo tem um Anjo, em todo lado, em todo canto, alguém que sempre está ali.
Todo mundo tem um Anjo, loiro, pardo, negro ou branco,
disfarçado de doutor ou gari.

Todo mundo tem um Anjo que Deus enviou pra cuidar de ti.
Pra cuidar de ti.

Continue Reading

Trending

Copyright © 2019 Gazeta Nacional. Design by EGOBrazil.