Fotógrafa Josi Areia entra na onda dos ensaios virtuais – Gazeta Nacional
Connect with us

Cultura

Fotógrafa Josi Areia entra na onda dos ensaios virtuais

Published

on

Josi Areia faz ensaio virtual em P&B com universitárias e primas Evelyn Araujo e Rebeca Araujo que estão passando o distanciamento social juntas.

A fotógrafa, que também faz trabalhos como still em longas e videoclipes, sempre fotografa famosos em seus eventos particulares ou em ensaios. Muito inquieta e cheia de ideias, ela continuou fazendo fotos conceituais em sua casa e agora entrou na onda dos ensaios virtuais. Josi diz que continuar fazendo o que ama traz uma leveza nesse período difícil que todos estão atravessando e espera que seu trabalho leve alguma felicidade para as pessoas. Quem quiser conferir mais o seu trabalho acesse as redes sociais com @josiareia.

Continue Reading
Advertisement

Cultura

Escola Virtual de Artistas (EVA) do Diretor Leandro Alves, vem conquistando adeptos aos novos moldes na formação de novos atores no Brasil

Published

on

O renomado diretor artístico Leandro Alves, que é conhecido pela formação artística de vários profissionais hoje já consolidados no meio mais uma vez sai na frente.

Em época de pandemia, o visionário diretor não pensou duas vezes, e criou cursos específicos, acessíveis e práticos na formação de novos atores, e assim lançá-los no mercado!



Estamos falando de mais um projeto ousado e pioneiro do diretor: A Escola Virtual de Artistas ( EVA)

A trajetória do diretor é fascinante, e desde muito cedo, Leandro já sabia que nascera para formar e lapidar talentos.

Desde 2008 quando iníciou seu Curso de Dramatugia do Ator no Teatro Arena e Pedagogia criou um método poderoso para tirar do Ostracismo milhares de pessoas que sonham com a
esta Área.

Hoje Diretor Artístico da EVA escola Virtual que criou final de 2019 e se fortaleceu muito nesta época de Pandemia onde precisamos de ofertas e cursos de qualidade. Leandro vem de destacando.

A Eva Oferece Cursos Artísticos Gratuitos de também muito acessíveis.
Para todos os públicos!
Leandro Alves não para de Criar e se reinventar, está atualmente com o Concurso de Talentos ( Monólogo Kids-Teen e Adultos) onde Oferece a Novos Talentos a oportunidade de deixarem seus trabalhos em vídeo. No final do Concurso o Que Tiver mais Alcance nas interações leva o Prêmio.

Os Cursos mais Requisitados são,
Mentoria Artística e o Arte de Atuar.



você pode pode adquirir e acompanhar pelo Site: www.escolavirtualdeartistas.com.br

Continue Reading

Cultura

Pedro Marinho Neto desenvolve projeto de inclusão digital para idosos

Published

on

Pedro Marinho Neto

Preocupado em proporcionar aos idosos o acesso às novas tecnologias, Pedro Marinho Neto desenvolve projeto de integração

Foi observando sua avó e a dificuldade de entender as novas tecnologias que Pedro Marinho Neto, jovem administrador e pós-graduado em Comunicação e Marketing em Mídia Digitais, desenvolveu um projeto de inclusão digital para idosos a ser lançado em breve.

A terceira idade presencia diuturnamente o cotidiano sendo alterado pelas novas tecnologias, palavras e canais de comunicação. Muitos idosos estão à margem dessas inovações. Mas como esta geração mais ‘madura’ pode utilizar a informática de forma que ela contribua para sua valorização social e para a reconstrução de suas percepções de envelhecimento?

Com apenas 25 anos e 8 anos de experiência, Pedro já é reconhecido em Minas Gerais pelo desenvolvimento de um projeto cultural no Instagram que busca valorizar Poços de Caldas, sua cidade natal e onde cresceu. O perfil fez tanto sucesso que ganhou o apoio da prefeitura. Foram muitos acessos alcançados no @pocosdecaldasoficial. O conteúdo explorando os principais pontos da cidade atraiu empresas com interesse em publicidade. O resultado foi tão positivo que replicou o projeto cultural para São Paulo (SP) e Ribeirão Preto (SP).

Para obter o mesmo sucesso com os idosos, ele buscará a parceria e conhecimento de geriatras e educadores. O primeiro passo para a integração digital será oferecer aulas para a maior idade entender o poder, alcance e funcionalidades de ferramentas atuais. Órgãos públicos já mostram interesse na ideia.


Especialista em Marketing Digital, Pedro lembra que o Instagram é a rede social que mais cresce em todo mundo. São mais de 1 bilhão de usuários ativos, segundo a própria rede. O Brasil tem grande participação nesse número. É o segundo país com mais usuários, ficando atrás apenas dos EUA.

“Assim como eu há 8 anos me enxerguei na comunicação, quero levar a oportunidade a outras pessoas. Levar esta oportunidade para idosos, assim como minha avó, será um desafio extremamente motivador pra mim”, comenta Pedro Marinho Neto. Em breve, ele divulgará mais informações sobre o projeto através de seu Instagram @pedromarinhoneto

Divulgação

Continue Reading

Cultura

No Dia Internacional Contra a Homofobia, Priscilla Pugliese ressalta a importância da retratação natural do conteúdo LGBTQ+ em séries e filmes

Published

on

Há exatos 30 anos atrás, no dia 17 de maio de 1990, a Organização Mundial da Saúde (OMS), declarou que a homossexualidade não poderia continuar na lista de distúrbios mentais da Classificação Internacional de Doenças por se tratar de personalidade e forma manifestação de cada indivíduo. Com isso, esse dia se tornou um marco histórico para a comunidade LGBTQ+ e é comemorado hoje, o Dia Internacional Contra a Homofobia, Bifobia e Transfobia.

Desde então, a data visa conscientizar a população sobre a luta contra a discriminação dos homossexuais, transexuais e transgêneros.

Em razão de ódio e discriminação, a homofobia ainda é um preconceito enfrentado pela comunidade LGBTQ+ e causador de grandes perdas e tragédias envolvendo milhares de pessoas no Brasil e no mundo.

De acordo também com o site Você s/a, a revista Spartacus, especializada na comunidade, mostrou uma pesquisa em que o Brasil caiu da  58ª posição para 69ª no ranking de países mais seguros para os indivíduos LGBTQ+ em uma lista de 197 das nações. A insegurança e o medo de viver em sociedade não é atoa.

Quem contribui na luta contra esse preconceito por meio da arte é a atriz Priscilla Pugliese, protagonista de grandes webséries de sucesso mundial que abordam a representatividade LGBTQ+ na história da trama. A primeira série protagonizada pela atriz a retratar o assunto foi “Entre Duas Linhas”, produzida no final de 2016 e lançada em 2017. Em seguida, viveu a história de Fernanda, em “A Melhor Amiga da Noiva”, produção que se tornou a websérie de temática LGBTQ+ mais assistida da América Latina. As duas produzidas pela Ponto Ação Produções, produtora de audiovisual independente fundada por Priscilla e mais 2 amigos.

“O meu sonho é um dia não ter que lutar contra a homofobia. Desejo que um dia possamos viver assim como qualquer outra pessoa. Tento trazer na arte uma luta e retratação natural. Precisamos mostrar que está tudo bem sermos quem quisermos ser, mas não acho que tem que haver manifestações grosseiras e violentas. Eu, por exemplo, achei na arte uma forma de trazer essa normalidade para as pessoas e dar voz a elas”, conta Priscilla.

Além dessas, já protagonizou The Stripper, também da Ponto Ação, e atuou na segunda temporada da websérie Magenta, da Linha Produções.

Priscilla Pugliese em cena na websérie “The Stripper”

Em 2018 a comunidade LGBTQ+ se sentiu desamparada ao ver o governo atual ser eleito, principalmente por ouvir tantos discursos de ódio e preconceito do Presidente da República e demais indivíduos do seu governo e eleitores do mesmo.

Logo, em 2019 também foram realizadas ações de caráter homofóbico estabelecidas pelo atual Presidente da República e demais órgãos do governo no Brasil ligadas diretamente ao cinema do Brasil. Em agosto, havia sido suspenso pelo ministro da Cidadania Osmar Terra, um edital da Agência Nacional do Cinema (Ancine), para a produção de séries LGBTQ+.

Para lutar contra um preconceito e ter um sucesso crescente, é preciso falar sobre ele. Há alguns anos o cenário audiovisual abriu mais as portas para abordar a temática LGBTQ+ nas produções, mesmo tendo sofrido uma breve censura do governo. Porém, ainda assim, rótulos são colocados e retratações negativas e estereótipos ainda são presentes.

“Eu acho que hoje em dia a gente tem bastante conteúdo LGBTQ+ sim. E acho essa representatividade de extrema importância. Mas acho que realmente falta tratar esse conteúdo com naturalidade. Já dei uma entrevista falando que meu sonho é um dia poder apresentar uma série sem rotular como um ‘produto LGBTQ+’, e sim, poder falar que é apenas um romance, um terror ou um suspense… O que falta é exatamente isso”, reforça Priscilla Pugliese.

Fotografia: Lukkas Marques

A internet possui um grande número de pessoas que disseminam diariamente discursos e manifestações de ódio e preconceito contra pessoas da comunidade LGBTQ+. Mas, apesar disso, muitas pessoas também começaram a mudar seus pensamentos e as séries, webséries, filmes e novelas contribuíram para isso. Com a Priscilla não foi diferente. A atriz conta que, por exemplo, muitas mães a acompanham hoje, entenderam que toda forma de amor é válida e que todos tem o direito que serem quem quiserem ser.

“Uma das coisas que acontecem que eu acho muito legal é quando alguns pais veem falar comigo ou com minha assessoria que achavam que esse mundo ‘LGBTQ+’ era como se fosse uma ‘safadeza’. Tenho grupos de fãs que algumas mães estão. Elas costumam vir me contar que, por meio da minha arte e das séries, elas conheceram melhor os filhos, pararam de julgar e começaram a ouvir mais. O meu diálogo a favor da normalidade é com a arte”, finaliza Priscilla Pugliese.

 

Continue Reading

Trending

Copyright © 2020 Gazeta Nacional - Design by EGOBrazil.com