Connect with us

Geral

Charlotte 600 virtuais da Racing 4Fun TV terá narração de Sérgio Lago

Published

on

Estratégia de trazer narrador de corridas reais é mais um elemento para aumentar a simulação dos pilotos virtuais

A Charlotte 600 é apontada como uma das corridas mais importantes do automobilismo – isso é inegável. Com os simuladores cada vez mais próximos da realidade, o mundo virtual traz para uma maior parcela das pessoas a possibilidade de correr eventos desse porte. É pensando em gerar uma maior simulação do evento real que a Racing 4Fun TV não realiza somente a Charlotte 600 virtuais, como traz para a cabide de transmissão aquele que por muitos e muitos anos foi a voz da Nascar do Brasil. Estamos falando de Sérgio Lago, lendário narrador do Speed Channel.

Vale lembrar que as inscrições para a Charlotte 600 estão se esgotando e quem se registrar precisará dar 30 voltas consecutivas nos servidores de treino da Racing 4Fun TV sem nenhum tipo de incidente.

Dito isso, vamos à Sérgio Lago. Com anos de dedicação às narrações reais de Nascar, Lago retorna às cabines da Racing 4Fun TV após uma passagem em 2018. Com a experiência de quem acompanhou muitas provas in loco e aprendendo cada vez mais sobre o mundo virtual, batemos um papo sobre a expectativa do narrador para este grande evento. Confira!

– Como está a sua expectativa para voltar a narrar uma prova de AV?
Sérgio Lago:
A expectativa é grande. Acho o AV muito legal, muito parecido mesmo com o real, e as experiências que tive até agora foram muito positivas, principalmente narrando campeonatos inteiros, em que você vê a evolução do piloto, os altos e baixos e também a personalidade de cada um na pista.

– Como é a preparação para narrar essa prova?
SL:
A preparação, no meu caso, que não narro o AV numa base regular, é sempre um desafio.  Procuro aprender o mais que puder sobre os pilotos e também sobre as características inerentes do AV, como o net code, por exemplo. A primeira vez que ouvi a expressão me perguntei, que bicho é esse?  Agora, já consigo ter uma ideia razoável se o problema é o net code ou um contato real entre os pilotos.

– O que muda na preparação entre a Nascar real e a virtual?
SL:
Nesse sentido, tirando o que falei na resposta anterior, é mais ou menos parecido.  Na parte física você tem que estar bem e na mental é preciso esquecer o resto do mundo. Nas duas, quanto mais você souber sobre o que vai falar, melhor.

– Como você tem visto a evolução dos simuladores? Parece de verdade?
SL:
Impressionante.  Não é algo que eu tenha acompanhado dia a dia, mas até por isso mesmo, percebo os grandes saltos que foram dados. Se você tem um equipamento top, é como estar na pista.  Não sei se já existe, mas só falta colocar o cheiro do combustível.

– Na sua experiência anterior, passo a admirar algum piloto virtual a ponto de destacar um favorito?
SL:
Quer me colocar no fogo, né?  Prefiro dizer o seguinte… o pouco que trabalhei com o automobilismo virtual me fez conhecer uma galera bem legal, pessoas do bem, que se unem em torno do esporte. E vejo que, de maneira geral, há uma solidariedade muito grande, tanto dentro das equipes como fora delas.  Claro, há as rivalidades e também alguma rixa entre ligas diferentes.  Mas acho isso normal.  O ideal seria se não existisse, mas a vida é assim.

– Diante da sua experiência, quais dicas daria a um piloto que vai correr as 600 Milhas de Charlotte?
SL:
Paciência, muita paciência, resistência e perseverança. É uma prova longa, em que muita coisa pode acontecer. E também, claro, estar bem fisicamente. A concentração deve ser total, o que às vezes pode ser difícil, pois talvez nem todos tenham o ambiente ideal. Mas tem que esquecer o resto, senão erros acabarão acontecendo.

– Você já deve ter narrado  muitas Charlotte 600. Tem alguma em especial? Algum episódio que te marcou muito?
SL:
Narrei a Charlotte 600 creio que 10 vezes.  Teriam sido 11, mas uma vez fui convidado para assistir a Indy 500 e por isso não participei da transmissão da prova da NASCAR.  A que me vem à mente com mais força foi a de 2014, quando pela última vez um piloto participou da Indy 500 e da Charlotte 600.  Foi o Kurt Busch, que terminou em 6° na Indy e acabou com um motor estourado em Charlotte.  Mas o evento foi cheio de expectativa.  Jimmy Johnson, que é o recordista de vitórias na pista, com 8 triunfos, venceu ali sua quarta 600 Milhas e a penúltima no oval.  A outra vitória dele foi na prova do segundo semestre. 00000000060000

Continue Reading

Geral

Laninha Show anima festa de lançamento da LEGÍTIMA, a cerveja cearense valendo

Published

on

By



A cantora colocou o público para dançar com grandes sucessos do forró. Quem esteve presente também pôde provar a cerveja LEGÍTIMA, que já está disponível nos principais pontos de venda

Forró agarradinho e boa cerveja gelada. Foi assim a festa de lançamento da LEGÍTIMA, nova cerveja da Ambev desenvolvida por e para cearenses, do campo ao copo. O produto foi anunciado na última quinta-feira, 13, em grande celebração no Mercado dos Pinhões. O público pôde curtir o melhor do forró cearense ao som da cantora Laninha Show e degustar gratuitamente a cerveja cearense valendo. 

Além de músicas autorais, Laninha Show tocou clássicos tão conhecidos pelos cearenses quanto o famoso “ieeeeeiii”. A cantora considera que fazer parte do lançamento foi para ela uma grande honra. “Quem chegava lá não saia mais, porque além de estar degustando uma nova cerveja, que eu particularmente gostei muito, estavam curtindo um bom forró”, diz.

A LEGÍTIMA é uma cerveja produzida a base de mandioca cultivada por agricultores da região de Salitre, no sul do estado. O produto já pode ser encontrado nos principais pontos de venda do Ceará e tem venda exclusiva no estado.



Continue Reading

Geral

Trader ensina 3 dicas para investir na bolsa de valores sem medo

Published

on

Hoje sabemos que a possibilidade de investimento na Bolsa de valores e a entrada de novos investidores no mercado financeiro está mais facilitada do que nunca no Brasil. O que era tabu no passado, restrito a uma minoria privilegiada, hoje esta se tornando algo possível e ao alcance de todos.

O day-trader e especialista da Bovespa Bruno Dias revela que o segredo está no conhecimento: “muitas pessoas tem curiosidade sobre o Mercado de Ações, de como proceder e o que fazer neste mercado. Um mercado tão flutuante como este traz consigo ainda alguns medos e incertezas no imaginário popular, em especial para os que pretendem começar a investir”. 

Bruno Dias traz três dicas para investir sem medo no mercado de ações

Conheça o histórico da empresa

A primeira dica que dou é sempre que for comprar um título de ação de uma empresa recomendo fazer sim uma análise profunda da mesma, pra conhecer o histórico dela. O valor de mercado de uma empresa tem a ver com sua reputação, assim como as projeções futuras de valorização dos títulos.

Compre ações com recursos adicionais

A segunda dica é na hora de compra de ações usar um dinheiro que não lhe fará falta, pensando no longo prazo, pois sabemos que o mercado tem sim seus riscos. Por isso que não recomendo fazer empréstimos para investir em ações, nem usar recursos que já estejam comprometidos com outras dívidas. 
Não é necessário começar a investir grandes somas de dinheiro. Sempre recomendo que comecem investindo pouco. Até com 10 reais você já pode comprar títulos de ações.

Mantenha sempre o pé no chão

A terceira dica é ter paciência, pois queremos comprar barato para vender caro, e para isso é preciso esperar o tempo certo. O mercado gira em torno da oferta e demanda. Então na hora de comprar ações lembre-se comprar barato pra vender caro. 

Uma coisa legal também no mercado de ações é que à partir do momento que você tem titulo de ações de uma empresa, você passa ser sócio investidor dela, e com isso tem empresas que pagam dividendos ao investidor que seria o equivalente a participação nos lucro da empresa. Foque no longo prazo que as coisas boas virão.

Continue Reading

Geral

Cervejaria Ambev lança LEGÍTIMA, uma cerveja cearense valendo

Published

on

By

Divertida e saborosa, a cerveja LEGÍTIMA leva mandioca na receita e é feita exclusivamente para o Ceará, com o selo de qualidade da Cervejaria Ambev  

A Cervejaria Ambev lançou nesta quinta-feira (13), uma nova cerveja que traduz toda a personalidade do povo cearense. A LEGÍTIMA é uma cerveja cearense valendo, desde a origem no campo, até a mesa do consumidor.

A LEGÍTIMA, como o próprio nome diz, é inspirada na legitimidade do cearense em reafirmar sua verdade, sua identidade, seus valores culturais, suas tradições e costumes. “Criamos a LEGÍTIMA para homenagear o Ceará”, afirma Jean Jereissati, presidente da Cervejaria Ambev. “A essência desta nova cerveja é o que o Ceará tem de mais valioso: o brilho no olhar deste nosso povo, que é por si só, fonte diária de inspiração”, destaca.

O mestre cervejeiro Leon Maas, explica que a LEGÍTIMA é uma cerveja do tipo American Lager, um sabor local autêntico e único. Ideal para ser consumida em qualquer ocasião. “Ela é fácil de beber e tem sabor marcante. Possui uma cor levemente dourada e espuma leve. Não exige muito protocolo. Harmoniza muito bem com a culinária local, como por exemplo, uma bela caranguejada”.

“A cerveja LEGÍTIMA possui uma identidade forte, com engajamento cultural, enraizada no desenvolvimento social”, ressalta Jaqueline Barsi, gerente de Marketing da marca. A receita leva um ingrediente para lá de especial: a mandioca, elemento tão comum nas mesas dos cearenses.

Toda a mandioca usada na receita da cerveja LEGÍTIMA, é cultivada por aproximadamente 150 pessoas da Agricultura Familiar do município de Salitre, no Extremo Sul do Ceará. “A nossa expectativa é chegar, até o final de 2021, com aproximadamente 600 pessoas da Agricultura Familiar envolvidas no projeto”, aponta Jaqueline.

Assim como todas as cervejas da Ambev, a LEGÍTIMA passa rígidos critérios de controle e qualidade. Todo o processo de produção se dá na Cervejaria Aquiraz, uma das nossas cervejarias modelo. A comercialização da cerveja LEGÍTIMA será exclusiva no Ceará, em garrafas retornáveis e em latas. O novo produto estará disponível no mercado a partir de hoje.

Cervejaria Ambev:

Unir as pessoas por um mundo melhor. Esse é o sonho da Ambev, empresa brasileira, com sede em São Paulo, e presente em 18 países. No Brasil, somos mais de 32 mil pessoas que dividem a mesma paixão por produzir cerveja e trabalhamos juntos para garantir momentos de celebração e diversão. A Ambev é uma cervejaria inovadora e temos o consumidor no centro de nossas decisões e iniciativas. Nosso portfólio conta com cervejas, refrigerantes, chás, isotônicos, energéticos e sucos, de marcas reconhecidas como Skol, Brahma, Antarctica, Budweiser, Stella Artois, Wäls, Colorado, Guaraná Antarctica, Fusion, do bem e AMA, a água mineral que destina 100% de seu lucro para projetos que levam acesso à água potável para famílias do semiárido brasileiro. Somente nos últimos cinco anos, investimos R$ 17,5 bilhões no país e deixamos um legado além dos investimentos com nossa ampla plataforma de sustentabilidade. Esse compromisso inclui metas claras, divulgadas publicamente, e se traduz em quatro pilares: consumo inteligente, água, resíduo zero e desenvolvimento. Esse trabalho é feito com uma rede de parceiros, pois acreditamos que a construção de um mundo melhor se torna mais rica quando feita em conjunto.

A Cervejaria Ambev no Ceará: 

  • A operação da companhia no Ceará emprega mais de 800 funcionários próprios;
  • A Cervejaria Ambev movimenta mais de 23 mil postos de trabalho entre diretos, indiretos e induzidos no Ceará em toda a cadeia;
  • Nos últimos 5 anos, a Cervejaria Ambev investiu no estado mais de R$ 114 milhões em expansão e modernização na Cervejaria Aquiraz, que além da Legítima, produz, Skol, Brahma e Antarctica, entre outras marcas;
  • No Ceará, além da cervejaria de Aquiraz, a companhia possui três centros de distribuição direta (Fortaleza, Itapipoca e Maracanaú)
  • ;A diretoria regional da GEO NO da Cervejaria AMBEV está instalada em Fortaleza, o que significa que a cidade sedia toda a primeira linha regional da Companhia.
  •  A Água AMA está presente em 13 comunidades do Ceará, 7 sistemas construídos, e 6 cisternas instaladas, com 10.700 pessoas atendidas no estado. O Ceará foi o primeiro estado atendido pelo projeto.

Crédito Fotográfico: Cadu Alencar

Continue Reading

Trending

Copyright © 2019 Gazeta Nacional. Design by EGOBrazil.